Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Índia aumenta presença militar ao longo da fronteira com a China

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/08/2017 Administrator

A Índia aumentou a presença militar ao longo da fronteira com a China, numa altura em que uma disputa fronteiriça de uma zona nos Himalaias está a provocar um clima de tensão entre as duas potências, foi hoje divulgado.

"Os efetivos militares ao longo da fronteira com a China nos estados (indianos) de Sikkim e de Arunachal foram aumentados", declarou um responsável governamental indiano citado pelos 'media' locais.

O nível de alerta também foi aumentado, indicou o mesmo responsável, que não foi identificado.

O mesmo representante esclareceu, no entanto, que as autoridades indianas não destacaram efetivos suplementares para a zona fronteiriça contestada que é partilhada pela Índia, China e Butão, onde militares indianos (cerca de 350) e chineses têm observado atentamente, num clima de tensão, as respetivas movimentações há quase sete semanas.

O diferendo fronteiriço começou após a Índia ter declarado que as suas tropas tinham entrado no planalto de Doklam (ou Donglang, em chinês), em junho passado, depois de o Butão, aliado de Nova Deli, ter reclamado que uma equipa do exército chinês estava a construir uma estrada dentro do seu território.

Pequim afirmou na altura que a disputa não estava relacionada com a Índia e exigiu que as tropas indianas deixassem a região unilateralmente, como uma pré-condição para o diálogo.

Apesar de Pequim e o Butão terem negociado, durante décadas, as fronteiras sem incidentes sérios, o pequeno reino nos Himalaias pediu, desta vez, ajuda a Nova Deli, que enviou tropas através da fronteira, a partir do Estado de Sikkim.

O Butão teme que a construção de uma estrada afete as negociações sobre a sua fronteira.

China e Índia, duas potências nucleares, partilham uma fronteira com 3.500 quilómetros de extensão, a maioria contestada. Diferendos territoriais levaram a um conflito, em 1962, que causou milhares de mortos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon