Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Óbito/Américo Amorim: AEP recorda "exemplo de inequívoco empreendedorismo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) descreveu hoje o empresário Américo Amorim, que morreu esta tarde aos 82 anos, como um exemplo de "inequívoco empreendedorismo" pela afirmação da Corticeira Amorim como principal produtora de cortiça no mundo.

"A AEP presta a sua sentida homenagem a uma figura incontornável da vida empresarial portuguesa", diz o comunicado da estrutura.

Para a AEP, Américo Amorim "deixa um exemplo de inequívoco empreendedorismo no plano nacional e internacional, por se ter tornado o empresário com a principal produtora e exportadora de cortiça do mundo".

Recordando que o fundador do Grupo Amorim foi vice-presidente da AEP entre 1990 e 2008, esse organismo elogia ainda a sua prestação no cargo: "[Foi], como era seu timbre, uma voz ativa na defesa intransigente dos interesses das empresas e da economia nacionais".

O empresário Américo Amorim, que nos últimos anos surgiu na revista Forbes como o homem mais rico de Portugal, morreu hoje, aos 82 anos, confirmou fonte oficial do Grupo Amorim à agência Lusa.

Nascido em Mozelos, Santa Maria da Feira, em 21 de julho de 1934, Américo Ferreira de Amorim fundou com familiares a Corticeira Amorim e construiu um dos maiores impérios industriais do país.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon