Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Óbito/Bispo do Porto: Bispo de Viana do Castelo recorda "modo intenso como se dava a todos"

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

O bispo de Viana do Castelo lamentou hoje a morte de António Francisco dos Santos, bispo do Porto, destacando "o homem de Deus e da Igreja, pela ternura e intensidade com que se dava todo a todos".

"O que mais conservo na memória, aquilo que mais depressa me veio à mente, quando recebi a notícia da sua morte, foi o modo intenso como ele vivia a vida. Dava-se todo a todos. Mostrou-me que a vida, afinal, não se mede pelos anos da sua duração, mas pelo modo como esses anos são preenchidos: no seu caso, com a Igreja, que amava profundamente, e com Deus, a quem se confiava totalmente", refere D. Anacleto Oliveira em comunicado enviado à Lusa.

O bispo do Porto, António Francisco dos Santos, morreu na segunda-feira, aos 69 anos, vítima de ataque cardíaco.

O bispo de Viana do Castelo referiu-se ainda "ao amigo" com quem privou durante mais de uma década.

"Conheci pessoalmente D. António no dia da sua ordenação episcopal. Pouco mais de um mês depois era eu ordenado. E logo a seguir entrámos ambos na mesma Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé, até hoje. Doze anos de uma grande proximidade, portanto. E até de uma certa intimidade. Para mim doze anos inesquecíveis, em que muito aprendi dele", disse.

"Por tudo isso, se a sua morte me entristece, consola-me a firme esperança de que a sua vida continua em Deus e em todos aqueles - e foram tantos - a quem se deu. Uma graça de que não posso deixar de dar graças ao Senhor", acrescentou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon