Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Óbito/Bispo do Porto: CDS lamenta morte de um "homem bom" e preocupado "por quem sofre"

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Administrator

A líder do CDS-PP manifestou hoje o seu pesar pela "morte inesperada" do bispo do Porto, António Francisco dos Santos, lembrando o "homem bom" que teve sempre "uma preocupação pelos excluídos e por quem sofre".

António Francisco dos Santos, "como bispo do Porto e, antes, de Aveiro, dedicou-se às missões que recebeu (...) sempre com a preocupação pelos excluídos e por quem sofre", escreve Assunção Cristas numa declaração envida à agência Lusa.

O bispo do Porto morreu às 09:30 de hoje, aos 69 anos, vítima de ataque cardíaco.

"Na morte, inesperada, do bispo do Porto, lembramos o seu olhar de luz e alegria, o pastor sempre disponível e o bispo que quis conhecer e acolher todas as pessoas da sua diocese do Porto", lê-se na mensagem.

E lembrou a "sua declaração, quando entrou na Sé Catedral do Porto, sobre procurar 'fazer caminho de bondade e de esperança na busca comum de um mundo melhor'", realçando "o exemplo, o legado e a memória de um homem bom".

A líder dos democratas-cristãos termina a mensagem afirmando: "A toda a igreja portuguesa e em particular aos fiéis da diocese do Porto expresso o meu pesar, na certeza, porém, de que temos a partir de hoje mais um olhar atento e dedicado junto do Pai."

Nascido a 29 de agosto de 1948, António Francisco dos Santos era bispo de Aveiro quando, em fevereiro de 2014, foi nomeado bispo do Porto pelo papa Francisco.

Francisco dos Santos era natural da freguesia de Tendais, concelho de Cinfães, Viseu.

António Francisco dos Santos foi nomeado bispo auxiliar de Braga em dezembro de 2004 e, dois anos depois, foi indicado para bispo de Aveiro.

Serviu a diocese de Aveiro durante mais de sete anos, nomeadamente durante as celebrações do seu 75.º aniversário de restauração.

A sua ordenação episcopal ocorreu em março de 2005, na Sé de Lamego.

Foi ordenado padre em dezembro de 1972.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon