Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Óbito/Bispo do Porto: Decretado luto em vários concelhos da Diocese do Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Administrator

Vários municípios da Diocese do Porto, que engloba 26 concelhos dos distritos do Porto, Braga e Aveiro, decidiram decretar dias de luto municipal pela morte do bispo do Porto, António Francisco dos Santos, hoje aos 69 anos.

Numa nota de pesar publicada no seu sítio oficial na Internet, a Câmara de Gondomar, distrito do Porto, explica a decisão de decretar luto municipal de hoje a quarta-feira, apontando que o presidente da autarquia, Marco Martins, vê esta morte como "uma enorme perda".

"[O bispo] D. António Francisco possuía uma verdadeira dimensão humana e religiosa plena da afetividade que, por diversas vezes, os gondomarenses puderam testemunhar", refere o autarca.

Já a Câmara de Valongo decretou dois dias de luto municipal pelo falecimento do bispo, tendo o presidente da autarquia, José Manuel Ribeiro, referido que "foi com imensa consternação e profundo pesar que a notícia foi recebida no município".

O autarca recordou o bispo do Porto como "um homem bom e muito amigo" de Valongo e das suas gentes que "honrava" o concelho com a sua presença "demonstrando grande afetividade, generosidade e dedicação à comunidade".

"Será sempre recordado por todos os que tiveram a honra de conviver com ele nas diversas deslocações que fez a este concelho, como um exemplo de nobreza de caráter, de proximidade, abnegação, e simplicidade. Será sempre lembrado como uma referência profundamente inspiradora que não deixava ninguém indiferente, quer enquanto religioso, quer enquanto filósofo, quer enquanto homem", referiu.

Em comunicado, o presidente da Câmara da Maia, António Bragança Fernandes admitiu ter sido "com grande choque" que recebeu a notícia da morte de "um homem de grande valor que esteve sempre atento aos mais frágeis e mais desfavorecidos".

"O bispo do Porto deixou uma grande saudade não só no meu coração mas como no de todos os maiatos onde esteve sempre presente. Desta forma, a Câmara Municipal da Maia decretou três dias de luto para honrar a memória de D. António Francisco", acrescenta.

Também o presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, decidiu hoje instituir três dias de luto municipal pela morte do bispo do Porto, bem como a colocação a meia haste das bandeiras nos edifícios municipais até quarta-feira e a anulação de todos os eventos promovidos pela autarquia.

"D. António Francisco dos Santos visitou várias vezes o concelho de Matosinhos nos últimos meses, tendo contribuído decisivamente para o avanço de um importante conjunto de projetos de preservação do património histórico e religioso do concelho", destaca a autarquia em comunicado.

Na nota, o autarca de Matosinhos "expressa com a declaração do luto municipal a profunda consternação da comunidade pela perda do líder de uma instituição querida pela generalidade dos matosinhenses".

De igual forma, a Câmara da Trofa anunciou, em nota publicada nas suas redes sociais, que decretou três dias de luto municipal, com inicio hoje, pela morte do bispo do Porto, indicando ter já apresentado "sentidas condolências à Diocese do Porto por esta enorme perda".

Contactadas pela Lusa, as câmaras de Amarante, Marco de Canaveses, Lousada, Felgueiras, Paredes, Penafiel e Ovar informaram também ter decidido decretar três dias de luto municipal, a começar hoje ou terça-feira.

Já Castelo de Paiva e Paços de Ferreira optaram por notas ou votos de pesar.

Anteriormente, também as câmaras do Porto, Vila Nova de Gaia e Aveiro -- onde António Francisco dos Santos foi bispo antes de transitar para o Porto - haviam comunicado ter decretado luto municipal de três dias.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon