Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

“O grande objetivo é descobrir o presente para olhar o futuro” - Jorge Jesus

Logótipo de LusaLusa 10/03/2017 António Correia
MIGUEL A. LOPES/LUSA © LUSA / MIGUEL A. LOPES MIGUEL A. LOPES/LUSA

Lisboa, 10 mar (Lusa) - O treinador do Sporting, Jorge Jesus, admitiu hoje que o objetivo dos 'leões' até final da temporada passa por lançar jovens jogadores na equipa principal de futebol, frisando a importância de vencer todos os jogos.

"O grande objetivo, para além de vencer todos os jogos, é descobrir o presente para olhar para o futuro. Há vários jogadores que chegaram em janeiro, como o [João] Palhinha, que já teve as suas oportunidades, e amanhã [sábado] vão jogar outros jogadores que ainda não se estrearam a titular", começou por afirmar, prosseguindo:" O Podence, por exemplo, em quem acreditamos muito, com um grande potencial e que vai aprender com o tempo como é crescer como jogador."

Em conferência de antevisão ao encontro da 25.ª jornada diante do Tondela, o treinador 'leonino' abordou as ausências forçadas de Bruno César e Alan Ruiz na equipa do Sporting, devido a castigo, alertando para as dificuldades acrescidas num estádio de uma equipa que luta pela permanência.

"O Tondela é uma equipa que se está a bater para não cair de divisão e todos os pontos são importantes. É equipa competitiva, tem um treinador novo e está a identificar-se com os processos. São dois jogadores que têm sido fundamentais no Sporting, não vão estar e vou ter que lançar novos jogadores", declarou.

Para Jorge Jesus, é fundamental "tentar chegar o mais perto possível dos rivais e fugir do quarto classificado [Braga]", lembrando que o Sporting para "andar ao nível de Benfica e FC Porto tem que ter uma equipa forte como na época passada".

Questionado sobre se Francisco Geraldes, que ainda não se estreou na equipa principal, seria aposta para o encontro de sábado, Jesus elogiou o médio e comparou-o a João Mário.

"O 'Chico' não tem características para ser segundo médio nem tem condição física para isso. Vai ser um grande jogador, como o João Mário, para fazer as posições que o João fazia. Não tem características para jogar ao lado do médio defensivo e ainda não tem base para isso", argumentou.

Paralelamente, Jorge Jesus comentou uma possível perda de um lugar no campeonato português, que dê acesso às competições europeias na época 2017/2018, admitindo que é complicado competir com orçamentos das equipas europeias.

"Não sei se vamos encurtar esse caminho, porque passa por investimentos financeiros. Quando se chega aos oitavos ou quartos de final isso qualifica o valor dos jogadores e não há comparação possível nos orçamentos das melhores equipas da Europa", comparou.

Jesus referiu ainda que os técnicos portugueses são "muito melhores do que a maior parte dos treinadores das grandes equipas" da Europa, por terem a "estratégia tática da melhor que há no mundo".

No sábado, o Sporting, terceiro classificado da I Liga com 48 pontos, defronta, no Estádio João Cardoso, o Tondela, penúltimo com 16, pelas 20:30, num encontro referente à 25.ª jornada, que será dirigido pelo árbitro Bruno Paixão, da associação de futebol de Setúbal.

AYCO // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon