Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

“Somos a única equipa a depender de si para ser campeã” - Rui Vitória

Logótipo de LusaLusa 08/04/2017 João Godinho
FRIEDEMANN VOGEL/EPA © EPA / FRIEDEMANN VOGEL FRIEDEMANN VOGEL/EPA

Lisboa, 08 abr (Lusa) - O treinador do Benfica garantiu hoje concentração total no jogo com o Moreirense, da 28.ª jornada da I Liga de futebol, mas lembrou que os 'encarnados' são os únicos a dependerem de si para conquistar o título.

Depois de ouvir o seu homólogo do FC Porto, Nuno Espírito Santo, manifestar na respetiva conferência de imprensa a sua convicção de que os 'dragões' serão campeões caso vençam as derradeiras sete partidas, Rui Vitória evitou entrar em "bate-bocas", porém, frisou que o Benfica é o único a não precisar de 'deslizes' adversários para triunfar.

"É fé. Se nós ganharmos os nossos jogos somos campeões, mas o mais importante é a nossa equipa. Somos a única equipa a depender de si para ser campeã. Isto será até ao final, jogo a jogo, e focados no nosso trabalho. Enquanto equipa, toda a energia tem de ser canalizada para o jogo com o Moreirense", declarou.

Na conferência de imprensa de antevisão do desafio com a formação de Moreira de Cónegos, realizada no Estádio da Luz, Rui Vitória reiterou que "todos os jogos são importantes" e teceu elogios ao conjunto orientado por Petit.

"É um adversário que nos vai complicar a vida, com jogadores de qualidade, mas que em nada muda a nossa perspetiva: ir a Moreira de Cónegos para ganhar e ser uma equipa convicta, que quer ser mais forte e impor o seu poder", referiu, sem deixar de salientar as mudanças introduzidas com a recente alteração de treinador no adversário.

A renovação de contrato com o Benfica até 2020, anunciada na sexta-feira, foi igualmente abordada na antevisão do jogo com o Moreirense, tendo o técnico reiterado que não faz sentido prometer vitórias ou títulos para este novo ciclo.

"Isto é uma forma de estar, não muda. O que eu digo a toda a gente, e aos benfiquistas em particular, é que tenho uma grande equipa técnica, que dá a vida por este clube. Agora, prometer vitórias? Não se prometeram vitórias antes e ganhou-se e bateu-se recordes. Se calhar, é melhor continuar a não prometer", disse.

Para o treinador do Benfica, a "forma natural" que pautou o processo de renovação deixou-o satisfeito e realçou a importância de manter o atual rumo: "As coisas são feitas de forma muito natural, numa visão de presente e de futuro do clube. Este é um clube que está no caminho certo. Não precisamos de muitos folclores."

Já em relação ao recente processo aberto pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, Rui Vitória furtou-se a tecer muitos comentários, embora tenha defendido a sua "postura positiva no futebol português".

O Benfica, líder da I Liga com 65 pontos, visita este domingo, pelas 20:15, o Moreirense, 16.º classificado com 21 pontos, num encontro marcado para o Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas e que terá a arbitragem de Tiago Martins (Associação de Futebol de Lisboa).

JYGO // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon