Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

1.º de Agosto líder do Girabola angolano, após desaire do Kabuscorp

Logótipo de LusaLusa 16/04/2017 Paulo Julião

Luanda, 16 abr (Lusa) - O 1.º de Agosto ascendeu hoje à liderança isolada do principal campeonato angolano de futebol, ao vencer o Progresso do Sambizanga (4-0) e beneficiar do empate (1-1) do Kabuscorp do Palanca, até então líder do Girabola.

A jogar no estádio 11 de Novembro, para a ronda 10 do Girabola, a equipa dos ‘militares' de Luanda resolveu a partida com o Progresso do Sambizanga, também da capital angolana, logo no arranque do jogo, com os golos de Rambé, aos 11 minutos, e de Buá, três minutos depois.

Aols 37 minutos, o guarda-redes Toni Cabaça defendeu uma grande penalidade, negando o golo ao Progresso do Sambizanga e, quatro minutos depois, o 1.º de Agosto dilatou a vantagem, por Geraldo. Na abertura da segunda parte (47 minutos), foi Rambé a fazer o quarto e o segundo da conta pessoal.

Com esta vitória por 4-0, a equipa campeã em título chega à liderança isolada do Girabola de 2017 ao fim de 10 jornadas, destronando a surpreendente formação do bairro do Palanca, também de Luanda.

No sábado, o Kabuscorp do Palanca não foi além de um empate, o terceiro consecutivo, neste caso em casa, frente ao Progresso da Lunda Sul. Marcou primeiro, para os da casa, Jacques, aos 67 minutos, mas, aos 71, foi Capuco a restabelecer o empate, que se manteve até final.

A jornada 10 abriu na sexta-feira, com o Petro de Luanda a ir vencer ao estádio do Buraco, em Benguela, o Académica do Lobito por 2-0, com golos de Job e Nandinho, beneficiando também os petrolíferos do empate do até então líder isolado do Girabola.

Ainda no sábado, valeu à formação do Sagrada Esperança o golo de Bugos, aos 46 minutos, para selar a vitória por 1-0 na deslocação ao estádio Mundunduleno, no Luena, Moxico, frente ao Bravos do Maquis. Este resultado deixou igualmente os ‘diamantíferos' colados ao Petro de Luanda e ao Kabuscorp, no segundo lugar.

Destaque ainda na ronda 10 para os empates dos dois treinadores portugueses no Girabola, casos de Sérgio Traguil, que com o Santa Rita de Cássia foi arrancar um ‘nulo’ ao terreno do Desportivo da Huíla, e de Paulo Torres, que foi com o Interclube empatar à casa do JGM Huambo, a uma bola.

O Recreativo do Libolo, outro dos candidatos ao título, não jogou este fim de semana e já leva três partidas em atraso no Girabola de 2017.

Ainda assim, a equipa treinada pelo português Carlos Vaz Pinto carimbou no sábado, em casa, na vila de Calulo, a passagem à fase de grupos da Taça da Confederação Africana de Futebol (CAF), ao empatar sem golos com o CNaPS Sport Football, de Madagáscar, beneficiando do empate a uma bola na primeira mão da eliminatória, em Antanarivo.

Resultados da 10.ª jornada:

- Sexta-feira, 14 abr:

Académica do Lobito - Petro de Luanda, 0-2.

- Sábado, 15 abr:

JGM Huambo - Interclube, 1-1.

Bravos do Maquis - Sagrada Esperança, 0-1.

José Sena Goulão/LUSA © LUSA / José Sena Goulão José Sena Goulão/LUSA

Desportivo da Huíla - Santa Rita de Cássia, 0-0.

Kabuscorp do Palanca - Progresso da Lunda Sul, 1-1.

- Domingo, 16 abr:

ASA - 1.º de Maio, 2-1.

1.º de Agosto - Progresso do Sambizanga, 4-0.

- Adiado:

Recreativo da Caála - Recreativo do Libolo.

Classificação:

1. 1.º de Agosto, 23 pontos.

2. Kabuscorp, 22.

3. Petro de Luanda, 22.

4. Sagrada Esperança, 22.

5. Progresso do Sambizanga, 15.

6. Recreativo da Caála, 14.

7. Recreativo do Libolo, 13 (menos três jogos).

8. Interclube, 13 (menos um jogo).

9. Desportivo da Huíla, 11.

10. Bravos do Maquis, 9.

11. 1.º de Maio, 8.

12. Progresso da Lunda Sul, 8.

13. ASA, 8 (menos um jogo).

14. Académica do Lobito, 7.

15. Santa Rita FC, 7.

16. JGM Huambo, 6 (menos um jogo).

PVJ // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon