Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"17 jogos, sete semanas e 16 jogadores: impossível"

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/05/2017 Alcides Freire

José Mourinho, treinador do Manchester United, considerou esta quarta-feira que a opção de privilegiar a Liga Europa em detrimento do campeonato inglês, para poder estar na Liga dos Campeões na próxima época, foi uma questão de bom senso.

"A situação é simples: 17 jogos em sete semanas, com apenas 16 jogadores disponíveis, é impossível. Não é uma aposta, é uma decisão simples, baseada no bom senso", defendeu o português, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da segunda mão das meias-finais da Liga Europa, em casa, com os espanhóis do Celta.

José Mourinho recordou que perdeu quatro jogadores numa semana, com Phil Jones e Chris Smalling a lesionarem-se ao serviço da seleção nacional, e Zlatan Ibrahimovic e Marcos Rojo diante do Anderlecht, e que posteriormente ficou sem Ashley Young, Luke Shaw e Timothy Fosu-Mensah.

"Se uma equipa não se qualifica para a Liga dos Campeões, é porque não é suficientemente boa para jogar a Liga dos Campeões. Pelo prestígio, a Liga dos Campeões é a Liga dos Campeões. Financeiramente, a 'Champions' é a 'Champions'. Para os jogadores, para mim, a Liga dos Campeões é a Liga dos Campeões. Se amanhã não formos suficientemente fortes para passar à final e ganhar, é evidente qual é a competição que devemos disputar. Mas, neste momento, temos de nos concentrar na posição em que estamos", sublinhou.

O técnico português lembrou que o Celta de Vigo está a encarar o encontro de quinta-feira como o mais importante da sua história.

"O meu sentimento é que este também é o jogo mais importante da nossa história. Não acredito que o Celta deseje mais isto do que nós. Ninguém está mais motivado do que eu para ganhar", garantiu o treinador dos red devils.

Com o Manchester United em quinto na liga inglesa, Mourinho frisou que a diferença entre "o quarto, o quinto e o sexto é precisamente a qualificação para a Liga dos Campeões".

© NIGEL RODDIS

"Não há troféu, não há título, não há honra, não há prestígio, nada. Jogar para ganhar uma competição é outra coisa. Neste momento, não pensamos na Liga dos Campeões, pensamos neste título", assegurou.

O Manchester United recebe o Celta a partir das 20:05 de quinta-feira, em Old Trafford. Na primeira mão das meias-finais, os red devils venceram em Vigo por 1-0.

O melhor do MSN em qualquer dispositivo


Salvador Sobral, o patinho feio que promete chegar longe na Eurovisão:

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon