Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

235 civis reféns libertados pelos talibãs no norte do Afeganistão

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/08/2017 Administrator

A situação permanecia confusa hoje no norte do Afeganistão, onde ocorreu um massacre de civis xiitas e uma tomada de reféns que as autoridades atribuem a uma coligação dos talibãs e do grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI).

Os responsáveis da província de Sare-Pul anunciaram esta noite a libertação de 235 reféns, de um número desconhecido de pessoas desaparecidas de uma povoação xiita atacada no sábado, e onde 50 pessoas foram massacradas.

"Esta noite 235 pessoas da povoação de Mirza Olong, incluindo mulheres e crianças, foram libertadas após mediação dos anciãos e de responsáveis" da província de Sare-Pul, indicou à agência noticiosa France-Presse (AFP) o porta-voz do governador, Zabihullah Amani.

"Foram retirados sãos e salvos em direção a Sare-Pul City [capital provincial], mas um número desconhecido de reféns permanece na vila", acrescentou o porta-voz.

Uma fonte dos serviços de segurança indicou à AFP sob anonimato que poderão permanecer "pelo menos uma centena de civis" confiados na localidade.

Amani tinha-se ante referido a "pelo menos 150 famílias" tomadas reféns pelos assaltantes.

"Foram libertados 235 reféns. Estão em estado de choque, não conseguem falar", confirmou por sua vez o governador da província, Mohammad Zaher Wahdat, à cadeia televisiva Tolo News.

As autoridades afegãs denunciaram na segunda-feira uma operação conjunta dos talibãs, que se apoderaram do distrito de Sayd após 48 horas de combates, e do EI, que teria avançado sobre a povoação xiita de Mirza Olong.

Os talibãs, que no domingo reivindicaram o controlo do distrito de Sayad, uma encruzilhada estratégica a cerca de 15 quilómetros da capital provincial, negaram "firmemente" qualquer cooperação com o EI.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon