Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

5.500 motociclistas já entraram na 36.ª Concentração de Motos de Faro

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

Cerca de 5.500 motociclistas tinham entrado até às 17:30 no recinto de Vale das Almas, Faro, onde hoje começa a 36.ª Concentração Internacional de Motos de Faro, disse à Lusa fonte da organização.

"É sensivelmente o mesmo número de entradas que se registou no ano passado por esta hora", adiantou Paula Brito, do Motoclube de Faro, sublinhando que durante a manhã registou-se um pico na afluência que provocou longas filas, mas depois estabilizou, mantendo-se uma afluência uniforme ao longo do dia".

Cerca de 25 mil motociclistas são esperados entre hoje e domingo nesta concentração, considerada a maior do País e a segunda maior da Europa, a seguir a Jerez de la Frontera, em Espanha.

A concentração decorre no Vale das Almas, numa área de cerca de 400 mil metros quadrados - o equivalente a 40 campos de futebol -, próxima do aeroporto de Faro.

Concertos dos portugueses UHF, Rita Guerra, The Gift e Fast Eddie Nelson, do britânico Daniel Kemish, dos espanhóis Travellin Brother's e Vendetta e dos norte-americanos Ugly Kid Joe, serão as principais atrações da concentração de Motos de Faro.

Entre os eventos programados, contam-se, além dos concertos, 'shows surpresa' e o tradicional 'bike show', para estimular a criatividade associada ao motociclismo.

Em paralelo, na baixa da cidade vai estar patente uma exposição de motos aberta ao público e na sexta-feira e no sábado há música ao vivo no palco montado na doca, com o apoio da Câmara de Faro.

Na manhã de domingo ocorrerá o tradicional desfile nas ruas da cidade de Faro, em que milhares de motociclistas dizem "adeus e até para o ano" à população que se estende ao longo dos passeios.

As autoridades reforçaram a vigilância na cidade de Faro e na zona da concentração, para evitar excessos e controlar o trânsito nas imediações, segundo disseram à Lusa fontes da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP).

De acordo com fonte da GNR de Faro, que não quantificou o número de militares destacados para o evento, o dispositivo "é semelhante ao empenhado no ano passado, de forma a garantir a segurança do evento e dos participantes".

Entre o efetivo empenhado estão forças de intervenção rápida, investigação criminal e Destacamento de Trânsito.

A PSP também reforçou o dispositivo na cidade de Faro para acompanhar os quatro dias da concentração, com Brigadas de Intervenção Rápida, Corpo de Intervenção, Seção de Trânsito, forças de investigação criminal.

O Comandante da Divisão de Faro da PSP, comissário Hugo Marado, disse à Lusa que "haverá também, a partir de hoje e até segunda-feira, um reforço de polícias espanhóis para acompanhar as patrulhas da polícia portuguesa na cidade".

"A atitude da PSP é de prevenção de acidentes e comportamentos de risco e é natural que nestas alturas de maior concentração de pessoas haja maior atenção e mais ações", frisou Hugo Marado.

Por seu turno, José Amaro, presidente do Motoclube de Faro, reconheceu que "as autoridades têm um papel importante e fazem parte de um evento que se pretende como de referência dos motard's", sublinhando que a própria organização "reprova os comportamentos de risco, como os designados cavalinhos".

José Amaro referiu ainda que de entre os 25 mil participantes esperados, há três nacionalidades que se destacam: espanhóis, portugueses e ingleses.

Para garantir o acesso à 36.ª Concentração Internacional de Motos vão circular dois autocarros de acesso gratuito entre o centro da capital algarvia e a zona da concentração.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon