Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

A análise à seleção do Chile: "Joga um 4-3-3 mentiroso"

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/06/2017 Alcides Freire

O antigo selecionador argentino, Carlos Bilardo, aceitou fazer, para O JOGO, a radiografia do bicampeão sul-americano, uma equipa que, avisa, "está num grande momento desde há muito tempo".

Seleção do Chile © Fornecido por O jogo Seleção do Chile

Carlos Bilardo, o antigo selecionador argentino, aconselha "muito cuidado" perante uma seleção que, na sua opinião, mudou muito de mentalidade com a passagem de Marcelo Bielsa pelo cargo de selecionador, há cerca de dez anos.

O estilo chileno: "Controlo de bola e jogo dos pontas"

"Portugal vai encontrar um rival que procurará manter o controlo da bola e atacar com a verticalidade dos seus pontas pelo exterior, que são José Fuenzalida, um jogador fundamental pela sua polivalência, e Alexis Sánchez, que também costuma fazer de condutor e criador. E à frente está Eduardo Vargas, como nove; é um animal de área que nos últimos anos se tornou fundamental pela sua contundência."

O meio-campo: "Francisco Silva contra uma dupla"

"Francisco Silva vai ter muito trabalho no meio-campo, porque é o único homem claramente de recuperação e chocará com a dupla Moutinho-Danilo Pereira, ainda que tenha dado provas de estar à altura de qualquer rival. Se não fosse um rapaz de perfil baixo, estaria a jogar num grande da Europa."

A preocupação: "Cristiano Ronaldo é uma armadilha"

"Cristiano Ronaldo é logicamente o homem a travar, mas sem descurar que haverá outros dez adversários em campo. É uma armadilha. Se te focas nele e te esqueces de que André Silva, Quaresma ou outros também pisam a área, recebes um bilhete de avião e voltas para casa. Aconteceu-nos [à seleção argentina] isso na final de 1986; quando acordámos, estávamos a empatar 2-2 por nos termos concentrado apenas nos melhores."

O esquema tático: "Joga um 4-3-3 mentiroso"

"O esquema de jogo do Chile é um 4-3-3 mentiroso. A começar o jogo, Fuenzalida retrocederá quando tocar a defender e o esquema passará a um 4-4-2 ou 4-4-1-1, com a Alexis a "mediapunta". E no ataque, ocasionalmente ver-se-á um 4-2-4, quando Vidal - hoje, o homem mais importante do Chile, na parte emocional e futebolística - e Aránguiz se soltarem na frente."

O desafio português: "Devem cortar a circulação e a conexão dos chilenos"

"Para mim, é uma semifinal de alto nível, que tranquilamente pode decidir a Taça. A incógnita, para Portugal, será como fazer para cortar a circulação e a conexão que existe no Chile, praticamente desde Bravo [o guarda-redes] até Vargas [o ponta de lança]."

Como atacar o Chile

"Saída de bola e aposta no erro"

"Portugal terá de pressionar na saída de bola, apostando no erro do guarda-redes (que está em bom nível) ou de algum defensor. Gosto da forma atual do Cristiano, com a sua potência; cada vez que remata é meio golo."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon