Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

A grande arma do FH Hafnarfjordur e um jogador a ter em conta

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/08/2017 Hugo Monteiro

Defesa do Leixões Jonathan Hendrickx advertiu que os futebolistas do FH Hafnarfjordur vão enfrentar o Braga, no play-off da Liga Europa, como "o jogo das suas vidas".

O defesa do Leixões Jonathan Hendrickx advertiu que os futebolistas do FH Hafnarfjordur vão enfrentar o Braga, no play-off da Liga Europa, como "o jogo das suas vidas". Apesar de ter apenas 23 anos, o reforço belga da equipa da II Liga portuguesa de futebol passou pelos atuais bicampeões islandeses, dando conta à Lusa como pensam os locais.

"O que pode ser mais problemático para o Braga é o facto de o clube se encarar como uma família. Eles lutam muito uns pelos outros", destacou Hendrickx, para quem os jogadores do FH "consideram que não têm nada a perder nesta eliminatória".

Avisando que o jogo em casa "vai ser muito importante para eles", o facto de poderem pela primeira vez apurar-se para fase de grupos de uma prova europeia e de isso trazer muito dinheiro para o clube são mais-valias de que "não vão querer abrir mão".

A receção aos bracarenses, marcada para dia 17, pode vir a ser disputada no Estádio Nacional, em Reiquejavique, a 10 quilómetros de Hafnarfjörður, uma vez que o jogo deve cativar mais adeptos do que pode albergar o estádio Kaplakriki, que tem uma capacidade para 6.450 espectadores.

"É o tipo de jogo que gera muitas atenções e há muito adeptos de futebol na Islândia, pelo que estou convencido que será disputado na capital", disse o belga, acerca do estádio Laugardalsvöllur, com capacidade para 15 mil pessoas.

Considerando tratar-se "do jogo do ano para o clube islandês", o jogador do Leixões prevê, por isso, "um grande ambiente em Reiquejavique, num estádio cheio".

De entre os jogadores mais perigosos do FH, Hendrickx destacou o atacante escocês Steve Lennon, ainda que faça recair sobre o Braga o favoritismo na eliminatória. "O Braga é favorito, até por ser uma equipa com mais experiência e penso que vai apurar-se para a fase de grupos mas, claro, o FH irá tentar causar-lhes muitos problemas. Será um erro enorme se os jogadores do Braga pensarem que vai ser fácil", disse.

O futebolista belga recordou ter disputado oito jogos de apuramento europeu pelo FH e advertiu que se estes "vencerem a primeira mão causarão um grande problema ao Braga, que terá depois de jogar no máximo da sua concentração e dar tudo em campo".

A mesma convicção extingue-se quando questionado sobre se algum dia um clube islandês conseguirá obter o êxito da sua seleção no Euro2016, explicando-o com motivos desportivos e de cariz financeiro.

"Isso é algo que, para já, não é possível ao nível de clubes, cuja competição interna decorre entre abril e outubro pelo que haverá sempre o 'handicap' financeiro que afasta os melhores jogadores do campeonato, emigrando para a Bélgica, Holanda ou Inglaterra", descreveu.

© Birgir Thor Hardarson/EPA

À procura de se afirmar na equipa de Matosinhos que inicia a sua participação na II Liga na visita ao Real Massamá, no domingo, Hendrickx disse à Lusa que provavelmente irá a Braga assistir ao jogo da segunda mão, a 24 de agosto.

O Braga chegou ao play-off depois de eliminar os suecos do AIK, enquanto o FH foi eliminado na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões pelos eslovenos do Maribor.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon