Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

A história por detrás da contratação de Chrien

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/07/2017 Alcides Freire
© Fornecido por O jogo

Águias chegaram a acordo com o Plzen a 26 de junho, depois de o aval para a contratação ter chegado dia 22, após o último jogo no Europeu

Martin Chrien, que ontem à tarde começou a treinar-se às ordens de Rui Vitória, foi uma autêntica contratação relâmpago do Benfica. O médio foi observado no Europeu de sub-21 e o seu rendimento impressionou de tal forma o gabinete de scouting encarnado que o aval para a sua contratação foi imediato, apurou O JOGO. E o campeão nacional demorou apenas quatro dias para selar a contratação, pois a indicação para garantir o jogador foi dada após o último jogo de Chrien na prova, a 22 de junho, diante da Suécia, tendo o acordo com o Viktoria Plzen sido alcançado a 26 de junho. A 28, quarta-feira, o médio viajou para Portugal e fez exames médicos, sendo oficializado na sexta-feira.

Parte da história conta-a David Nehoda, empresário do médio, que no sábado, 24, estava em Detmarovice, no Nordeste da República Checa, a ver um jogo de preparação entre o Karvina e o Banik. "Ligaram-me e vi que era um número português. Nem sabia o que fazer. A pessoa apresentou-se como representante do Benfica e disse que o clube estava interessado no Martin Chrien. Mas nem dei muito crédito", revelou, em declarações ao jornal checo "ISport", com a publicação a esclarecer o resto da história. As águias enviaram rapidamente uma proposta, pedindo ainda um encontro com a Direção do Plzen em Praga. E segundo a mesma publicação, dois dias depois, na segunda-feira, já os clubes tinham chegado a entendimento. "Mas não foi assim tão simples. Houve entraves e o negócio esteve ameaçado", refere o agente, confessando ainda que Chrien estava ansioso quando soube que podia deixar o Plzen. "Normalmente é calmo, mas estava nervoso. Escreveu-me três ou quatro vezes nessa altura", diz, contando a reação do atleta quando o negócio ficou fechado: "Já tenho equipa para ti. Vai ser uma bomba. É o Benfica. "O quê? Isso é provavelmente bom, não é?"", disse-me."

citacaoO empresário do médio, David Nehoda, revela os episódios da transferência, admitindo a surpresa quando recebeu o telefonema do Benfica e apontando o nervosismo do atleta de 21 anos

A transferência de Chrien custou ao Benfica cerca de um milhão de euros, tendo os encarnados vencido uma corrida na qual, segundo o agente, estavam "clubes da Bélgica e da Holanda, entre outros". Contratando um elemento que será concorrente de Pizzi, posto para o qual chegou também Krovinovic, o campeão nacional assegura um jogador a quem Pavel Hapal, técnico dos sub-21 da Eslováquia, em declarações à Imprensa do seu país, tece grandes elogios: "É um miúdo que até a dormir é especial. E em campo faz coisas que poucos fazem."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon