Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

A interligação entre humor e música em novo ciclo a partir de hoje no Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/09/2017 Administrator

A Casa da Música, no Porto, recebe hoje a abertura do ciclo "Humor na Música" que, até dia 26 de setembro, propõe combinar os dois elementos para ver até que ponto pode a música afetar o humor.

O ciclo inicia-se às 19:30 de hoje com o Remix Ensemble sob direção do seu maestro titular, Peter Rundel, num programa que inclui peças de Brecht, Sciarrino, Filidei, Tinoco e Kagel.

"Uma peça de Luís Tinoco criada a partir de textos de 'spam' eletrónico, uma sinfonia de Brecht em que o maestro e os músicos não se podem dar ao luxo de falhar uma única viragem de página, um divertimento que supostamente ficou inacabado, uma cena carnavalesca digna do melhor desfile musical e a peça que Mauricio Kagel escreveu para celebrar os seus 50 anos com uma boa disposição inqualificável" são alguns dos momentos do serão, de acordo com o programa.

Segundo a Casa da Música, "esta é também uma forma de olhar as idiossincrasias de ser músico, de ver o olhar crítico dos compositores sobre a sua própria arte", lembrando que "os exemplos são muitos e muito diversos", de Mozart a Haydn.

O ciclo prossegue no fim de semana, antes de terminar no dia 26 deste mês com a Orquestra Barroca Casa da Música a atuar num concerto intitulado "Humor clássico".

Na apresentação da programação até dezembro, no começo do mês, o diretor artístico da instituição, António Jorge Pacheco, salientou que "há uma obra central neste festival que é talvez o paradigma de como se pode usar o humor na música", referindo-se a "Uma piada musical", de Mozart: "Alguém dizia que nunca um génio tão grande fez tanto esforço para compor mal".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon