Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

A onda azul chega à Madeira para o jogo com o Marítimo

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/05/2017 Ana Proença
© FCP

Afluência às bilheteiras tem sido forte e promete um Estádio dos Barreiros com cerca de 10 mil espectadores. Um terço serão dragões, numa moldura azul sem memória na ilha nos últimos anos

O FC Porto não jogará em casa nos Barreiros, não terá sequer metade dos 10 mil espectadores que este sábado vão estar no Marítimo-FC Porto, mas registará uma moldura humana que ficará para a posteridade. São cerca de três mil os dragões que se estão a mobilizar para apoiar a equipa e lhe garantir um suporte forte mesmo até ao final do campeonato. A luta pelo título está viva, os portistas acreditam e os adeptos, especialmente os madeirenses, estão dispostos a empurrar.

Ao Dragão chegaram pouco mais de 600 bilhetes, correspondentes aos cinco por cento obrigatórios. Esses serão vendidos e há vários adeptos, não só das claques, que se preparam para uma visita à ilha com o pretexto de apoiar o clube do coração.

Os dragões madeirenses também têm mostrado uma vontade ímpar de comparecer e a procura de ingressos nas bilheteiras do Marítimo tem sido, também, maior do que a habitual em jogos com o FC Porto. É certo que o atual Estádio dos Barreiros, com lotação para 11 mil pessoas, nunca esteve na plenitude à disposição dos adeptos, mas em outras ocasiões, fosse qual fosse a lotação, sobraram sempre lugares.

O Marítimo-FC Porto de 2015/16 foi o que teve mais procura, mas porque foi disputado em agosto. Ainda assim, os jornais da altura apontaram a cerca de 2500 portistas. Amanhã serão pelo menos três mil, ainda que a contagem final não possa ser feita com rigor. Os maritimistas estão a vender bilhetes de público, e para a central, a centenas de portistas e estarão atentos à entrada, para desviar os identificados para uma zona próxima da bancada visitante. Foi isso, aliás, que aconteceu na receção ao Benfica.

twitter860227586772828161esquerda

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon