Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Abel Ferreira: "Às vezes os árbitros gostam de ser protagonistas"

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Francisco Sebe

O treinador do Braga considera que a derrota frente ao Ludogorets foi "ingrata", tecendo críticas à atuação da equipa de arbitragem, liderada pelo italiano Davide Massa.

Primeira derrota na Liga Europa: "É o futebol. Entrámos bem no jogo, tínhamos que ter bola e critério, mas foi pena aquele primeiro golo que marcámos não ter sido validado. Trabalhámos muito aquele lance, queríamos atacá-los nas bolas paradas, mas a meio da primeira parte começámos a falhar os timings de pressão. Os alas deles a subirem, faltou-nos uma pressão mais correta, um dos nossos pontos fortes, e o adversário criou-nos maior dificuldades. Chegaram ao golo através de uma bola parada, entrámos bem na segunda parte. O guarda-redes fez três ou quatro defesas. Foi um jogo ingrato. Não fomos felizes quando sofremos golos, isso deitou-nos abaixo. Disse que era um grupo em aberto, disse que era uma equipa perigosa. Temos de olhar para o jogo e fazer uma análise realista. Grupo em aberto, vai haver luta até ao fim".

Jogo ingrato: "Depois de passar o jogo é tudo muito mais fácil. Tínhamos bem estudadas as bolas paradas, onde tínhamos que defender, mas o jogo é feito de erros e hoje não fomos muito felizes. A forma como sofremos o segundo golo é algo que acontece no futebol. Merecíamos mais para aquilo que produzimos. Do outro lado esteve um adversário forte, que cerrou fileiras e com um guarda-redes a fazer defesas. Havia uma situação ou outra em que estaríamos à espera de mais de um árbitro deste nível. O jogo não nos correu bem".

© Miguel Pereira/Global Imagens

Expulsão e críticas à arbitragem: "Fui expulso pela forma como gesticulei. Não disse absolutamente nada, há um penálti por assinalar sobre o Paulinho, um primeiro golo duvidoso. Depois há um lance em que a bola ainda bate no braço do jogador do Ludogorets, é impossível não gesticular e pedir algo mais do que aquilo que o árbitro concedeu. Às vezes, os árbitros gostam de ser protagonistas".

Contas do apuramento: "É um grupo que está em aberto, com equipas muito equilibradas, com filosofias diferentes, mas esta equipa deu provas dos resultados que já fez, foi matreira e acabou por ser muito feliz pela forma como levou os três pontos".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon