Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Abel Ferreira: "Presidente no balneário? É assíduo, atento e ambicioso"

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/10/2017 Francisco Sebe

Instado a comentar a presença de António Salvador no balneário no intervalo do jogo com o Ludogorets, o treinador do Braga garantiu que é "prática habitual". Abel adiantou ainda que Dyego Sousa não recuperou a tempo de ser opção para o Moreirense.

Quarto lugar: "Cada jogo é uma oportunidade e um desafio. É este o nosso discurso. Vamos continuar a crescer individualmente e coletivamente, e depois há esse fator extra [candidatos Marítimo e Rio Ave perderam]. Cada jogo tem a sua história, sendo único e irrepetível. Vamos defrontar uma equipa que nos vai criar dificuldades. Uma vai tentar controlar os espaços e a outra a bola. É o livro do campeonato e temos vindo a crescer. As sete, oito primeiras jornadas foram extremamente exigentes em função dos adversários e vamos continuar a jogar para andar nos primeiros quatro primeiros lugares".

Campo do Moreirense: "Tem dimensões mais reduzidas. O Moreirense é um adversário que já criou dificuldades a uma equipa grande no seu reduto e vai procurar fechar os espaços na direção da sua baliza. Teremos de ser dinâmicos e agressivos, estando ao mesmo tempo preparados defensivamente para as transições".

Sobre Dyego Sousa: "O Dyego também está fora deste jogo, ainda não está recuperado. Temos outras soluções, com outras características. Entrarão aquelas que serão mais vantajosas para este jogo".

© Hugo Delgado/LUSA

Jogo com o Ludogorets: "Vou fechar com isto: faço aquilo em que acredito. Sabemos que não vamos vencer sempre, mas vamos lutar sempre para vencer. E foi o que fizemos nesse jogo. Fecho por isso essa página".

Sobre o apoio do público: "No final do último jogo, sentimos muito o apoio dos nossos adeptos. Jogando bem, estaremos sempre mais próximos de ganhar. Somos das equipas mais jovens do campeonato português, a que mais jogadores tem rodado e valorizado, temos uma forma de jogar arriscada, de equipa grande, e que nos leva a assumir esses riscos. Temos que estar prevenidos para esta forma de jogar: prefiro ter 33 golos marcados, mesmo tendo 22 sofridos. Temos que ser equilibrados naquilo que fazemos a cada jogo que passa. Devemos aproveitar cada dia da nossa vida, foi o que disse aos jogadores. Devemos retirar experiências dos momentos piores e ficar com memórias dos bons momentos. A vida é sempre assim: lutar até à última gota do nosso suor. Devemos saber aquilo que queremos. É assim que gerimos a nossa motivação. Juntos seremos mais fortes, seja contra quem for".

Presidente no balneário ao intervalo do jogo com o Ludogorets: "Confirmo que esteve no nosso balneário. Como é uma prática recorrente, admiro-me que vocês [jornalistas] façam essa pergunta. Vocês sabem que isso é normal. Ele está connosco nos treinos, estágios, no início dos jogos e nos intervalos. É um presidente assíduo, atento e ambicioso. Quer muito triunfar, mas não quer mais do que nós. Está sempre muito próximo da equipa, transmitindo confiança aos jogadores para vencerem os jogos".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon