Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Aboubakar desafiado a produzir muito mais

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Hugo Monteiro

Selecionador dos Camarões considera que o avançado precisa de ser "espicaçado" para apresentar a melhor versão e aconselha-o a não entrar nos jogos a pensar que tem de os resolver.

Uma passagem pelo banco de suplentes nunca fez mal a ninguém. Pelo contrário, até poderá ter efeitos bastante positivos. Essa é, pelo menos, a perspetiva do selecionador dos Camarões em relação a Aboubakar. O melhor marcador do FC Porto esta temporada tem todas as condições para render mais, mas, no entender de Hugo Broos, tem de começar a focar-se mais nos jogos. "Ele [Aboubakar] é um avançado muito bom, mas, por vezes, fica confuso no relvado. Perde muitas vezes a bola porque acha que, quando a tem, tem de fazer sempre a diferença", sustentou o treinador belga, citado pela Imprensa dos Camarões.

© Fábio Poço/Global Imagens

citacao"Deixei o Aboubakar no banco para o despertar e a resposta foi boa"

As palavras de Hugo Broos surgiram na sequência de uma dupla jornada dos Camarões, na qual Aboubakar foi alvo de algumas críticas. Especialmente depois do primeiro jogo, realizado na Nigéria. Aliás, o avançado portista chegou a ser interpelado por alguns adeptos no regresso ao país natal. Por isso, começou o encontro de segunda-feira no banco, do qual saltou aos 62 minutos, para fazer o golo que evitou nova derrota dos "Leões Indomáveis". Uma decisão da qual Broos não se arrepende, porque teve o resultado desejado. "Deixei o Aboubakar no banco para o despertar. Fi-lo uma vez na CAN e agora voltei a fazê-lo. Acho que a resposta dele foi muito boa. Esteve mais presente no jogo e percebeu o que pretendo dele", elogiou o técnico.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon