Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Acreditamos que podemos vencer a Alemanha"

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/04/2017 Pedro Costa

Os três principais tenistas nacionais mostraram-se confiantes de que Portugal pode fazer valer o fator casa para vencer a Alemanha na Taça Davis.

Os três principais tenistas nacionais mostraram-se hoje confiantes de que, apesar do sorteio difícil, Portugal pode fazer valer o fator casa para vencer a Alemanha no play-off de acesso ao Grupo Mundial da Taça Davis.

"Acho que tivemos uns dos piores sorteios. Havia sorteios muito melhores, mas mesmo assim acredito que podemos vencer. Vai ser muito difícil, o piso provavelmente vai ser terra batida e esperemos estar todos em forma na altura da eliminatória", disse Gastão Elias, número dois nacional e 97.º jogador mundial.

O sorteio, realizado esta terça-feira na sede da Federação Internacional de Ténis (ITF), em Londres, ditou que Portugal vai lutar pela subida ao Grupo Mundial da Taça Davis com a Alemanha, em solo nacional, de 15 a 17 de setembro.

O fator casa é, segundo o número um nacional, João Sousa, uma "ótima notícia". "Acredito, realmente, que o apoio do público é fundamental neste tipo de eliminatórias", defendeu.

"A Alemanha tem grandíssimos jogadores, tem uma tradição enorme na Davis, tem uma equipa muito forte, mas nós vamos dar tudo por tudo. Também temos uma equipa forte. É um play-off em casa, uma eliminatória que vai ser histórica e, portanto, acredito que o público português vai aderir em grande e que nos vai ajudar a fazer história com Portugal", sublinhou o 36.º tenista ATP.

© Fornecido por O jogo

A seleção germânica tem, atualmente, como principais figuras Alexander Zverev (20.º do ranking), Philipp Kohlschreiber (32.º) e Mischa Zverev (33.º).

Também Pedro Sousa, que a par de João Sousa e Gastão Elias é um insubstituível na seleção portuguesa na Taça Davis, acredita que Portugal tem hipótese de ganhar.

"Obviamente que vai ser uma eliminatória duríssima, mas vamos jogar em casa, com o apoio do nosso público e nas condições que vamos escolher. Acredito que temos possibilidades de ganhar, mas vai ser muito duro", confessou à Lusa o 213.º tenista mundial.

Portugal vai defrontar os alemães pela segunda vez na sua história, depois da derrota por 5-0 na longínqua edição de 1927, num jogo também realizado em Portugal, mas antes da reformulação da prova, em 1970.

Esta é a segunda vez que Portugal vai disputar o play-off de acesso ao Grupo Mundial, depois de ter lutado pela subida em 1994. Há 23 anos, a seleção nacional perdeu por 4-0 com a Croácia, no Lawn Tennis Clube da Foz, no Porto.

No domingo, depois do triunfo por 4-1 sobre a Ucrânia na segunda eliminatória do Grupo I da zona euro-africana, os tenistas João Sousa e Gastão Elias e o presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), Vasco Costa, avançaram que o play-off deverá ser disputado em terra batida.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon