Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Adeptos mexicanos entoam cânticos homofóbicos ao guarda-redes jamaicano

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Hugo M. Monteiro
July 23 2017 Pasadena CA USA Jamaica goalkeeper Andre Blake (1) makes a save against Mexico during the second half at Rose Bowl. Mandatory Credit Gary A. Vasquez-USA TODAY Sports © Gary A. Vasquez-USA TODAY Sports July 23 2017 Pasadena CA USA Jamaica goalkeeper Andre Blake (1) makes a save against Mexico during the second half at Rose Bowl. Mandatory Credit Gary A. Vasquez-USA TODAY Sports

Os adeptos ouviam-se cada vez que o guarda-redes da Jamaica, Andre Blake, tocava na bola.

Os adeptos mexicanos voltaram a entoar no domingo cânticos discriminatórios durante a partida das meias-finais da Gold Cup de futebol, que o México perdeu para a Jamaica, e perante o presidente da FIFA, Gianni Infantino.

O cântico, considerado pela FIFA como homofóbico, fez-se ouvir nas bancadas do estádio Rose Bowl, em Pasadena, na Califórnia, no jogo que decidia um dos finalistas da Gold Cup, tendo sido infrutíferas todas as advertências da organização, através de mensagens e propagandas.

Infantino, que era um dos convidados de honra na partida, ouviu constantemente os gritos entoados pelos adeptos mexicanos, sobretudo cada vez que o guarda-redes da Jamaica, Andre Blake, tocava na bola, tendo sido este o motivo de maior desagrado por parte dos organizadores da CONCACAF, organizadora da prova.

A FIFA, desde 2014, tem imposto sanções contantes à Federação Mexicana de Futebol devido aos cânticos entoados, tendo sido feita a última advertência durante a Taça das Confederações, depois do jogo do México frente à seleção portuguesa.

Esta demonstração de força por parte dos adeptos mexicanos, sobretudo frente ao presidente da FIFA nesta última partida, pode obrigar o órgão máximo do futebol mundial a impor sanções mais graves à seleção do México, sendo que, pode mesmo custar a participação em competições internacionais.

O México, detentor do título, foi eliminado no domingo das meias-finais da Gold Cup, pela Jamaica, ao perder por 1-0.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon