Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Adrien deixa calvário e já pensa em minutos que o levem ao dérbi

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/04/2017 Hugo Monteiro

Afastado dos relvados desde fevereiro, o capitão pode somar minutos diante de Boavista e V. Setúbal, com o dérbi de 22 de abril na mira.

Afastado dos relvados desde o dia 18 de fevereiro, quando sofreu uma lesão no ligamento lateral interno do joelho direito frente ao Rio Ave, Adrien está às portas de regressar à ação de leão ao peito. Recuperado do calvário que o obrigou a falhar os últimos cinco encontros pelo Sporting, o capitão vai esta quarta-feira regressar aos treinos sem limitações e, caso Jorge Jesus assim o queira, poderá somar minutos frente a Boavista e V. Setúbal com o objetivo de estar pronto a ser lançado de início no dérbi frente ao Benfica, que se vai disputar no próximo dia 22.

Ontem, Adrien até realizou aquecimento (com e sem bola) integrado com os colegas, mas passou para o trabalho individualizado quando se iniciou o treino conjunto efetuado com a equipa B. Desses trabalhos participaram todos os jogadores que não fizeram parte do onze inicial lançado diante do Arouca: os titulares desse duelo limitaram-se a trabalho de recuperação.

© Gerardo Santos/Global Imagens

Do lote de jogadores que treinaram no relvado sob a supervisão atenta de Jorge Jesus e Luís Martins fizeram parte Jefferson e Spalvis, que já trabalhavam sem limitações desde a semana passada. Ausente da deslocação ao terreno do Arouca por problemas físicos, o lateral brasileiro está recuperado e vai lutar por um lugar no onze com Marvin, o titular nas últimas três jornadas. Já o lituano está muito perto de se estrear de leão ao peito após ter sofrido uma lesão grave no joelho direito, em julho, que o impediu de se estrear pelo Sporting. Recorde-se que, após a cirurgia e a primeira fase de recuperação, Spalvis ainda teve de debelar uma atrofia muscular na zona afetada, que atrasou ainda mais o regresso aos relvados.

Desta forma, o departamento médico do Sporting está oficialmente... vazio.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon