Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Agente policial indiano detido por envolvimento num ataque de insurgentes

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/07/2017 Administrator

Srinagar, Índia, 15 de jul (Lusa) - A polícia da região indiana de Caxemira deteve um agente que supostamente se envolveu num ataque de insurgentes contra as forças de segurança e que causou a morte de sete peregrinos, esta semana.

"Touseef Ahmad foi detido para interrogatório", disse uma fonte policial à agência noticiosa Efe, em Caxemira.

O porta-voz policial afirmou que "a polícia está a tentar determinar quem forneceu os dados sobre o percurso do veículo que transportava os peregrinos".

Na segunda-feira à noite sete peregrinos hindus foram mortos e dezanove feridos, num fogo cruzado entre os insurgentes separatistas e forças de segurança, quando regressavam da Caverna-Santuário de Amarnath, segundo a versão da polícia.

Shriram Ambarkar Dinkar, superintendente do distrito policial de Shopian, ao qual pertence Touseef, disse à Efe que a detenção ocorreu no contexto de um caso de "terrorismo".

O chefe de polícia da Caxemira, Muneer Khan, atribuiu esta semana ao grupo terrorista Lashkar-e-Toiba (LeT) o ataque, que foi condenado de forma unânime por todos os partidos do Estado de Jammu e Caxemira, incluindo as formações separatistas e pró-paquistanesas, considerando tratar-se de um crime.

Caxemira é disputada entre Paquistão e Índia desde a divisão do subcontinente indiano, em 1947, após o fim do domínio da coroa britânica.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon