Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ana Catarina Mendes condena modo "perigoso" de o PSD ver lei da imigração

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/09/2017 Administrator

A secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, condenou hoje o que diz ser o modo "perigoso" de o PSD ver a lei da imigração, reiterando que o líder do partido "deve estar mal informado" sobre a mesma.

"O doutor Pedro Passos Coelho escolheu este modo de campanha, um modo perigoso. Não podemos considerar que os imigrantes são um perigo", vincou a socialista, falando numa ação de campanha autárquica em Vila Viçosa, distrito de Évora.

Passos Coelho, disse a 'número dois' do PS, "deve estar mal informado" sobre a lei da imigração e as suas alterações, sublinhando Ana Catarina Mendes que em causa está a regularização de "um conjunto de pessoas que já se encontrava em Portugal".

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, anunciou hoje que o partido vai apresentar na Assembleia da República uma proposta para revogar as alterações introduzidas pelo Governo à lei da imigração.

Sobre a matéria de imigração, Passos Coelho reiterou as críticas às alterações introduzidas - por proposta do BE e aprovadas em julho no parlamento -, e que preveem por exemplo, que sejam concedidos visto de residência com base em promessas de contratos de trabalho.

"Parece-me muito claro, perante sinais que já existem, que a quebra de consenso que foi estabelecida pela esquerda mais radical com o apoio do Governo nesta matéria não é boa para o futuro do país e para a nossa segurança", disse, em Amares (Braga).

Em Vila Viçosa, o atual presidente da câmara, Manuel Condenado, vai recandidatar-se ao cargo, pela CDU, nas eleições autárquicas de 01 de outubro.

O PS avança no concelho com a candidatura de Anabela Consolado, que hoje recebeu Ana Catarina Mendes e com quem esteve a visitar o mercado local, contactando com alguns comerciantes e habitantes de Vila Viçosa.

Esta noite, a secretária-geral adjunta do PS tem prevista uma ação em Évora que culminará dois dias de contacto da caravana socialista - numa altura em que o líder do partido e também primeiro-ministro se encontra em Nova Iorque - com o eleitorado alentejano.

No distrito de Évora, com 14 concelhos, a CDU lidera em seis (Alandroal, Arraiolos, Évora, Montemor-o-Novo, Mora e Vila Viçosa), o PS em cinco (Mourão, Portel, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas e Viana do Alentejo) e os outros três (Borba, Estremoz e Redondo) são presididos por movimentos independentes.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon