Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

ANAC em contactos para trazer passageiros portugueses afetados pelo fecho da Monarch

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/10/2017 Administrator

A Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) disse hoje que tem estado em contacto com as autoridades do Reino Unido a propósito do fecho da companhia Monarch, para garantir o regresso para Portugal dos passageiros afetados.

"A ANAC informa os senhores passageiros com título de transporte da companhia aérea Monarch Airlines, que se encontrem fora de Portugal e pretendam regressar, que tem estado em contacto permanente com as Autoridades do Reino Unido, com o objetivo de garantir a proteção dos passageiros", lê-se no comunicado hoje divulgado.

O regulador da aviação civil pede aos passageiros afetados que enviem para o e-mail passageirosmonarch@anac.pt cópia do título de transporte, nome do passageio, aeroporto de origem e a data do voo de regresso, de modo a ajudar a diligenciar o seu regresso.

"A ANAC continuará a acompanhar a situação em articulação com a Autoridade do Reino Unido e a Comissão Europeia, no sentido de trazer os passageiros que pretendam regressar ao território nacional, pelo que dará conta dos desenvolvimentos da situação no seu 'site'", termina a informação hoje divulgada.

Hoje foi conhecido que a companhia britânica Monarch deixou de operar, deixando em terra cerca de 110.000 passageiros e anulando 300 mil reservas já feitas.

A Autoridade de Aviação do Reino Unido (CAA, na sigla) já está a levar a cabo uma operação para repatriar passageiros afetados para o Reino Unido, sem custo acrescido. No entanto, e até agora, não existia menção quanto ao que acontecerá aos passageiros de outros países que voaram pela Monarch e que tinham voos para regressar aos seus países de origem. Com o comunicado da ANAC, fica-se a saber que existem contactos de ambas as autoridades para assegurar a vinda dos passageiros para Portugal.

A Monarch é a quinta companhia aérea do Reino Unido e a mais importante do país a declarar-se na bancarrota. Ainda manteve conversações com a CAA para renovar a licença e vender pacotes turísticos, mas o limite para o acordo era a passada meia-noite.

A Monarch teve de enfrentar dificuldades nos últimos anos, especialmente depois da queda de mercados turísticos como a Turquia e o Egito devido à situação de insegurança nesses países, o que obrigou a companhia a competir com mercados como a Grécia ou Espanha.

A companhia aérea transportou no ano passado 6,3 milhões de passageiros a 40 destinos desde os aeroportos de Gatwick e Luton, em Londres, e desde Birmingham, Leeds e Manchester.

A Monarch também voava para Portugal, para aeroportos de Faro, Porto, Lisboa e Funchal.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon