Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

André Almeida: "Chamem-lhe chouriço, eu chamo-lhe crença"

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/09/2017 Ana Proença
© Chamem-lhe chouriço, eu chamo-lhe crença

O lateral responde a quem acha que não teve a intenção de marcar no golo que deu a vitória aos encarnados sobre o Portimonense (2-1).

André Almeida apontou o golo que valeu a vitória do Benfica sobre o Portimonense, por 2-1. O treinador dos algarvios, Vítor Oliveira, disse ter sido "um chouriço" do lateral dos encarnados, enquanto o guarda-redes Ricardo Ferreira mostrou-se convicto de que o defesa queria fazer um cruzamento.

André Almeida respondeu à Benfica TV: "Quando recebi a bola e vi que ela estava a saltitar e acreditei na minha sorte. Chamem-lhe chouriço, eu chamo-lhe crença, vi que o guarda-redes deu dois ou três passos em frente e tentei a minha sorte. Quis fazer golo e consegui".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon