Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

André Cardoso: quedas impediram melhor

Sportinveste 02/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia

O ciclista português André Cardoso (Garmin-Sharp) admite que, não fossem as várias quedas nas primeiras etapas da Volta a Itália, o seu lugar no "top 20" podia ser mais alto.

"O balanço é mais que positivo. Depois de um início complicado, estivemos por várias vezes perto da vitória em etapa, inclusive o Ryder (Hesjedal) fez segundo numa delas e terminou em nono na geral, partindo desde o primeiro dia com três minutos de desvantagem. Por isso, só posso considerar o balanço positivo", começou por dizer à Agência Lusa.

Na estreia no Giro, André Cardoso foi 20º na geral individual, um resultado que nunca esteve na sua mente. "Nunca pensei muito na geral, a minha missão era apoiar o Ryder em tudo que pudesse e assim fiz, mas também fico contente por terminar nos 20 melhores", assumiu.

O português da Garmi-Sharp perdeu seis minutos na primeira etapa e caiu nas seguintes, ocorrências que, reconhece, afetaram a sua classificação. "Acho que poderia ter conseguido outro resultado e, mesmo psicologicamente, quando estás numa luta mais direta, tornas-te mais forte e concentrado", salientou.

Satisfeito com a aventura italiana, Cardoso vai disfrutar agora de um pequeno descanso, antes da participação na Volta à Suíça e nos nacionais. A Volta a França não está nos planos do trepador português, que nessa altura vai ter umas "mini férias para repor energias e preparar a segunda metade da temporada".

Fonte: OJogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon