Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

André Leal bisou e Welthon matou saudades dos golos

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/08/2017 Pedro Rocha

O Paços de Ferreira venceu o Vila Meã, da Divisão de Elite Distrital do Porto, por 4-2, na estreia de Quinõnes pelos pacenses, em jogo particular no Estádio Municipal de Vila Meã

© Fornecido por O jogo

Um dia depois de ter empatado 2-2 na receção ao Desportivo das Aves, para a segunda jornada, o Paços de Ferreira apadrinhou a apresentação do Vila Meã aos seus associados, acabando por fazer prevalecer a lei do mais forte, com uma equipa composta por jogadores exclusivamente do plantel principal.

Os pacenses, que estiveram sempre em vantagem, marcaram por André Leal, que bisou, com tentos no primeiro minuto e aos 31, Welthon, que já não marcava pelos castores desde 19 de fevereiro (marcou os dois golos da vitória, por 2-1, na receção ao Vitória de Setúbal, para a 22.ª jornada do campeonato 2016/17), aos 50', e Xavier, aos 71'.

Pelo Vila Meã, equipa da Divisão de Elite do Distrital do Porto, marcaram os defesas Tony (18 minutos) e Perry (85). O Paços de Ferreira jogou de início com Rafael Defendi, na baliza, uma defesa formada por Francisco Afonso e Quiñones, em estreia absoluta, nos corredores laterais e Dylan MacGowan e Miguel Vieira no centro da defesa, um meio campo formado por Mateus e Gian, ambos mais recuados relativamente a André Leal, em apoio direto aos avançados Mabil, Barnes e Luiz Phellype. Jogaram ainda pelos pacenses Xavier, Welthon e André Sousa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon