Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

André Moreira é o substituto de Ederson no Benfica

Logótipo de O Jogo O Jogo 30/05/2017 Rui Trombinhas

Sem jogar oficialmente há mais de um ano, guardião português tem há semanas acordo encaminhado com os encarnados e aguarda apenas o aval do novo clube para fazer exames médicos e assinar contrato

André Moreira já não foge ao Benfica e, segundo O JOGO apurou, aguarda apenas a oficialização da transferência de Ederson para o Manchester City para receber a ordem de fazer exames médicos e assinar contrato na Luz, o que pode acontecer ainda esta semana. O guarda-redes português do Atlético de Madrid tem há semanas um acordo encaminhado com as águias, numa operação que contou com a participação do empresário Jorge Mendes, curiosamente também responsável pela negociação do atual dono da baliza das águias com os citizens.

Antes do acerto com Moreira, os tetracampeões chegaram a negociar com Joel Pereira, cujo contrato com o Manchester United vai acabar em junho de 2018. No entanto, os red devils, que estão a tentar a renovação contratual a todo o custo, condicionaram as negociações para libertar o internacional português sub-21, que no começo da temporada representou o Belenenses por empréstimo.

© Fornecido por O jogo

Aos 21 anos, André Moreira não joga oficialmente desde 29 de janeiro de 2016. Na ocasião, cedido pelos espanhóis ao União da Madeira, não conseguiu evitar a derrota 3-1 contra o Vitória de Guimarães, na Liga. Foi transferido para o Belenenses em agosto do mesmo ano, tendo participado apenas na pré-época, e regressou ao Atlético Madrid por causa da lesão de Moyá. A partir daí foi reserva imediato do antigo benfiquista Oblak.

Na Luz, o substituto de Ederson vai ter a sombra de Júlio César, que, sabe o nosso jornal, vai cumprir o último ano de contrato com os tetracampeões, deixando de lado, assim, um possível regresso para o Flamengo, clube onde foi formado. O guardião brasileiro de 37 anos fez 15 jogos na atual temporada e tem sido elogiado frequentemente por Rui Vitória - até por isso deve arrancar como novo titular em 2017/18. Paulo Lopes, que renovou contrato recentemente, válido também por mais uma temporada, será a terceira opção na baliza.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon