Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

André Silva foi o melhor nos remates enquadrados

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/07/2017 Alcides Freire

Jogador português ex-FC Porto fica na história da Taça das Confederações

© MÁRIO CRUZ

O chileno Arturo Vidal, um dos carrascos de Portugal na semifinal decidida no desempate por penáltis, foi o mais rematador na 10.ª edição da Taça das Confederações (18 tiros), à frente de Cristiano Ronaldo e Alexis Sánchez (ambos com 17), mas quem fica para a história deste evento como jogador que mais disparos enquadrou com a baliza é André Silva: das 14 tentativas, oito levaram a direção do alvo - uma delas foi parada pelo mexicano Ochoa, que lhe negou celebrações na execução de um penálti.

Com menos 18 minutos na competição, Ronaldo só logrou visar a moldura em sete dos seus pontapés.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon