Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Angolana Sonangol perdeu mais de 365 MEuro com investimento Millennium BCP desde 2007

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

O investimento da Sonangol no banco português Millennium BCP, em que detém uma posição de 14,87 por cento do capital social, "é estratégico", mas já representa uma perda potencial de 365,7 milhões de euros, refere a petrolífera angolana.

A informação consta do último relatório e contas da concessionária estatal, liderada desde junho de 2016 pela empresária angolana Isabel dos Santos, que recorda que o investimento da Sonangol no banco português começou em 2007, então com 180 milhões de ações (que no final de 2015 chegaram a cerca de 10,53 mil milhões), inicialmente no valor de 525,6 milhões euros.

Dez anos depois, o saldo desse investimento representa um "justo valor", nas contas de 2016, de 150,4 milhões de euros, contra o saldo inicial de 516,1 milhões de euros nas contas do final de 2015, além de um peso na estrutura acionista que passou de 17,84% (2015), para 14,87%, devido ao aumento de capital realizado pelo Millennium BCP.

"A participação da Sonangol no BCP tem tido sempre um cunho estratégico, já que é um suporte relevante para a diversificação do seu investimento, em geografias como África e a Europa, e acentua a natureza e vocação internacional da empresa", escreve a petrolífera, no seu relatório e contas.

Acrescenta que "apesar da desvalorização prolongada em bolsa", o BCP tem "feito progressos na implementação do seu Plano de Restruturação" e com isso "tornou-se o banco mais eficiente em Portugal", apresentando "grandes sucessos na desalavancagem financeira".

Em dezembro de 2016, a presidente do conselho de administração da Sonangol, Isabel dos Santos, confirmou que a petrolífera angolana pediu um reforço da participação no capital do banco português Millennium BCP, cujo maior acionista passou a ser o grupo chinês Fosun.

"A participação da Sonangol no banco Millennium BCP continuará e foi efetuado um pedido de reforço da participação da mesma", disse Isabel dos Santos, sem concretizar valores.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon