Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ano Letivo: Sindicato dos Professores da Região Açores quer escolas com orçamentos realistas

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/09/2017 Administrator

O Sindicato dos Professores da Região Açores (SPRA) exigiu hoje que as escolas do arquipélago sejam dotadas de orçamentos realistas e reiterou "o excessivo recurso à contratação" de docentes.

"O SPRA desconhecendo, ainda, as verbas destinadas à educação no Orçamento Regional para 2018, exige que as escolas sejam dotadas de orçamentos realistas com as necessidades de execução dos respetivos projetos educativos e que sejam contempladas as requisições efetuadas pelas escolas de pessoal docente, assistentes operacionais e técnicos", refere o sindicato, num comunicado a propósito do arranque do ano letivo.

Para o sindicato, "o processo de concursos do pessoal docente, apesar de se ter iniciado tardiamente, devido às alterações do diploma", decorreram, nas suas diversas fases, "com normalidade, tendo sido colocados, na primeira cíclica da contratação, 658 docentes".

"Sobre este assunto, o SPRA reafirma o excessivo recurso à contratação e a necessidade da integração nos quadros de cerca de 400 docentes ao longo da legislatura", adianta o comunicado.

O SPRA acrescenta que, apesar do recente anúncio do Governo Regional, continua preocupado "com a utilização sistemática de programas ocupacionais, desenvolvidos pelos centros de emprego, para colmatar necessidades permanentes do sistema educativo regional".

"Embora reconhecendo o papel social destes programas, o SPRA considera imperiosa a abertura de concursos para assistentes operacionais, de forma a dotar as escolas de pessoal não docente desta categoria profissional", informa.

Em março, o vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila, informou que o executivo açoriano iria abrir este ano 350 novos concursos de admissão nos quadros da administração pública regional.

Já na segunda-feira, Sérgio Ávila adiantou que àquela data estavam "já cumpridas as 350 autorizações de contratação, sendo 114 correspondentes a assistentes operacionais das escolas".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon