Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

António Figueiredo apela à intervenção da polícia junto de Francisco J. Marques

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/06/2017 Ana Proença
© Álvaro Isidoro / Global Imagens

António Figueiredo, antigo dirigente do Benfica, diz que Francisco J. Marques não lhe merece credibilidade.

No programa Universo Porto da Bancada de quarta-feira, o diretor de comunicação e informação do FC Porto acusou o Benfica de monitorizar as SMS de Fernando Gomes, atual presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em 2014, altura em que desempenhava o cargo de presidente da Liga de Clubes.

António Figueiredo, antigo vice-presidente do Benfica, responde com indignação às revelações feitas por Francisco J. Marques: "A polícia já devia ter atuado para saber como esse senhor tem acesso a essas informações, como é possível esse senhor aceder a emails de cariz privado".

Para António Figueiredo, o o diretor de comunicação e informação do FC Porto "já teve tempo de antena a mais" e "não lhe merece credibilidade". "Ele mentiu em relação à minha pessoa, a dizer que eu recebia a cartilha do Benfica, o que é mentira, por isso não me merece credibilidade" disse ainda a O JOGO.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon