Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

António Salvador diz que ser campeão não é o objetivo do Braga na próxima época

Logótipo de LusaLusa 13/06/2017 Guilherme Soares
ESTELA SILVA/LUSA © LUSA / ESTELA SILVA ESTELA SILVA/LUSA

Braga, 13 jun (Lusa) - O presidente do Sporting de Braga, António Salvador, disse hoje que a equipa não é candidata ao título na próxima edição da I Liga de futebol e frisou que o jovem Xadas vai ser “um grande reforço”.

“Um dia, acredito que poderemos ser campeões, mas não é esse o objetivo que queremos para a próxima época. Estamos a construir uma base e um plantel que nos dão garantias para os próximos anos”, disse, à margem da assinatura de um protocolo com a Associação Comercial de Braga (ACB).

António Salvador estabeleceu recentemente como meta o Sporting de Braga ser campeão nacional de futebol até ao centenário, em 2021.

A turma orientada por Abel Ferreira regressa aos trabalhos já na segunda-feira e o plantel está quase completo, faltando colmatar duas ou três posições, reafirmou o dirigente, que mostrou muita esperança no jovem Xadas, um dos destaques de Portugal no recente Mundial sub-20, na Coreia do Sul.

“Temos uma base de jogadores já contratados juntamente com alguns da equipa B, que vão reforçar o plantel. Outros vão chegar mais tarde porque estiveram nas seleções e, ainda hoje, um dos grandes jogadores que passaram por Portugal (Aimar) disse que um dos melhores que esteve no Mundial sub-20 é um jogador do Sporting de Braga, o Xadas, que é um grande reforço para nós”, disse.

O líder ‘arsenalista' lamentou as últimas polémicas em torno do tema arbitragem, defendendo que "se algo está mal, há que investigar e rapidamente”.

“Há sempre confusões e polémicas nas arbitragens. Uns clubes são beneficiados e outros prejudicados. O Sporting de Braga sofreu bastante na pele este ano, foram subtraídos 10 pontos à sua classificação, mas vou acreditar que foi um mero acidente. Vai começar uma nova época e esperemos que comece da melhor maneira para todos os clubes, até porque há outro tipo de ferramentas para ajudar a equipa de arbitragem", disse, aludindo à introdução do vídeo-árbitro.

António Salvador considerou ainda que a reunião da Liga de clubes, de segunda-feira, foi "muito pacífica".

“Eu estive na reunião da Liga e não houve polémica nenhuma, foi muito pacífica em todos os pontos. Obviamente que quando chegou ao ponto de não se poder fumar o cigarro eletrónico, que é uma questão de pormenor, entendo a parte do Sporting, mas também acho que não justifica este barulho todo. Foi uma reunião tranquila, em que os pontos que os clubes pretendiam foram todos aprovados", afirmou.

O protocolo entre a ACB e o clube minhoto visa estabelecer "uma nova era no relacionamento" entre as duas instituições, explicou o presidente da primeira, Domingos Macedo Barbosa.

A intenção passa por "reforçar a cooperação institucional e criar um ambiente propício a um maior envolvimento dos associados das duas instituições através da implementação de atividades e campanhas que gerem benefícios mútuos".

O protocolo estabelece, entre outros pontos, que se concedam vantagens aos cerca de mil sócios da ACB na aquisição de bilhetes para jogos de futebol do Sporting de Braga, assim como benefícios para os cerca de 23 mil associados do clube na aquisição de bens e serviços em lojas associadas da ACB.

"Temos que estar cada vez mais próximos da cidade, envolver cada vez mais os nossos sócios e adeptos e perceber que temos que caminhar para um clube maior e uma massa adepta envolvida com o clube - este protocolo visa esse fim", afirmou António Salvador.

GYS // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon