Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

António Salvador: os dois desafios até 2021

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/05/2017 Ana Proença
© Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Líder arsenalista tem a missão de construir um plantel capaz de lutar pelo título enquanto paga a construção da Cidade Desportiva

António Salvador apostou num discurso forte ao longo dos últimos meses, prometeu a construção de uma equipa capaz de lutar pelo título nos próximos quatros anos e garantiu ainda que pretende chegar ao centenário do clube, em 2021, no ponto mais alto da história do Braga - ou seja, com o título de campeão no museu.

O presidente arsenalista jogou alto nas palavras, como nunca tinha jogado nos 14 anos que já leva de liderança no Braga, mas à promessa de montar uma equipa capaz de ombrear com o Benfica, Sporting e FC Porto, Salvador garantiu ainda que pagará a totalidade da construção da Cidade Desportiva (20 milhões de euros) durante os próximos quatro anos. Será a SAD que o vai fazer, através da antecipação das rendas que terá de pagar ao clube pela utilização dos espaços desportivos.

Sendo assim, o recém-eleito presidente arsenalista promete fazer o que nunca foi feito na vertente desportiva (ganhar o campeonato), ao mesmo tempo que se compromete a pagar a nova Cidade Desportiva. Tendo em conta as circunstâncias, Salvador aceita a "grande exigência" deste próximo mandato, até porque, pelo que se percebe das palavras de António Pedro Peixoto, o candidato derrotado nas últimas eleições irá ser uma "voz ativa e vigilante" no dia a dia da vida do clube, ainda mais depois de ter garantido o apoio de mais de 30 por cento dos sócios votantes da eleição de sábado.

De entre todas as promessas eleitorais, António Salvador tem a primeira para cumprir já nas próximas semanas: oferecer um plantel competente a Abel Ferreira. O Braga já assegurou cinco contratações (Raúl Silva, Sequeira, Fransérgio, Paulinho e Dyego Sousa), mas há mais na calha, de jogadores capazes de chegar com fortes possibilidades de entrar diretamente na equipa inicial, como são os casos de Roderick e Krovinovic, ambos do Rio Ave, que continuam na lista de compras.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon