Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Antigo embaixador em Cuba vai presidir ao Instituto Camões

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/10/2017 Administrator

O diplomata Luís Faro Ramos, até agora embaixador português em Cuba, assume a presidência do Instituto Camões em novembro, após a saída de Ana Paula Laborinho, que vai liderar o novo escritório da Conferência Ibero-Americana em Portugal. O anúncio foi feito pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, à margem da apresentação do programa Empresa Promotora da Língua Portuguesa, durante o qual anunciou a saída de Ana Paula Laborinho, ...

O diplomata Luís Faro Ramos, até agora embaixador português em Cuba, assume a presidência do Instituto Camões em novembro, após a saída de Ana Paula Laborinho, que vai liderar o novo escritório da Conferência Ibero-Americana em Portugal.

O anúncio foi feito pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, à margem da apresentação do programa Empresa Promotora da Língua Portuguesa, durante o qual anunciou a saída de Ana Paula Laborinho, já no fim deste mês, ao fim de oito anos na presidência do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.

"A professora Ana Paula Laborinho terminará as suas funções no Instituto Camões no próximo dia 30 de outubro, porque a partir de 01 de novembro é a responsável pelo lançamento do escritório da Organização Ibero-Americana em Portugal e o próximo presidente do Instituto Camões é o embaixador Luís Faro Ramos, atual embaixador em Cuba", disse Santos Silva aos jornalistas.

Durante a sessão, o chefe da diplomacia portuguesa revelara que o ministério que lidera e o ministério da Educação resolveram "um problema que se arrastava em Portugal, que era um dos países da Conferência Ibero-Americana onde se sentia a ausência de um escritório".

"É mais um passo que nós damos no sentido de reforçar esta presença de Portugal, da sua língua e da sua cultura, num espaço que já não se confina apenas ao espaço da língua portuguesa, e reforçar esta nossa ligação matricial - que tanto funda a nossa política externa - à América Latina", comentou Santos Silva.

Ana Paula Laborinho, cujo "empenhamento e liderança" saudou, "libertar-se-á da geografia da lusofonia para se deixar tomar pela geografia das duas grandes línguas, o português e o espanhol, que fazem 700 milhões de pessoas em todo o mundo".

Luís Faro Ramos, 55 anos, era embaixador em Havana desde setembro de 2015, depois de três anos como embaixador em Tunes (Tunísia). Desempenhou também funções diplomáticas em Maputo (Moçambique) e Atenas (Grécia), na representação permanente junto da União Europeia em Bruxelas e no grupo de ligação conjunto luso-chinês em Macau.

A Conferência Ibero-Americana é composta por 22 países - Portugal, Espanha e Andorra, na Europa, e mais 19 países da América Latina.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon