Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Antigos restaurantes junto ao rio em Lisboa reabrem como espaços para eventos

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/07/2017 Administrator

As obras para ampliação de dois antigos restaurantes localizados à beira-rio na freguesia de Belém, em Lisboa, que geraram polémica devido ao incumprimento do projeto, terminaram e os espaços reabrem destinados a eventos, divulgou hoje o promotor.

Em comunicado, o grupo SANA dá conta que os novos espaços, que serão inaugurados na próxima terça-feira, visam "contribuir para a captação de novos eventos nacionais e internacionais".

Em julho de 2015, a Câmara de Lisboa (de maioria PS) aprovou dois pedidos de licenciamento feitos pela Domus Tagus - Turismo e Lazer, do grupo SANA, para ampliar os pavilhões onde funcionavam os restaurantes BBC -- Belém Bar Café e Piazza di Mare, entretanto desativados.

O objetivo era tornar o espaço onde funcionava o BBC num estabelecimento comercial destinado a eventos e o local do antigo Piazza di Mare num restaurante de luxo.

Previa-se, para isso, o aumento da área de exploração.

A unir os terraços destes pavilhões pensou-se, inicialmente, numa passagem coberta em forma de golfinho. Porém, a ideia foi abandonada para uma ligação mais simples.

Em janeiro de 2016, o vereador do Urbanismo da autarquia, Manuel Salgado, informou, contudo, que o município havia embargado as obras devido ao incumprimento do projeto.

"O projeto estabelece uma altura máxima de 10 metros e foi nessas condições que foi aprovado pela Câmara. Sucede que foi feita uma vistoria, por parte da autarquia, e constatou-se que um dos edifícios que devia respeitá-lo está com 10,4 metros e, no outro, a caixa do elevador também subiu em 1,10 metros" o limite permitido, estando com 11,10 metros, explicou Manuel Salgado naquela altura.

Em maio, o autarca anunciou que as obras iriam ser desembargadas.

Antes, aquando da aprovação, a oposição na Câmara de Lisboa questionou o projeto, com os vereadores do CDS-PP e do PCP a criticarem a cedência destes espaços a privados sem concurso público, por consideraram que não se salvaguardou o interesse municipal.

No comunicado hoje divulgado, o grupo SANA informa que os novos espaços, submetidos ao conceito "SUD Lisboa" estão unidos por uma ponte e foram projetados pelo arquiteto Antoine Pinto.

"Com um investimento total de 16 milhões de euros, o grupo SANA criou com este novo projeto cerca de 120 postos de trabalho", explica a entidade, frisando que esta é a primeira aposta fora da área da hotelaria.

No caso do antigo BBC, foi transformado no "SUD Lisboa Hall", um local com dois pisos e com capacidade para 1.500 pessoas, pensado "para receber os mais variados eventos, sejam eles institucionais, empresariais ou sociais".

Acresce que, pontualmente, "o SUD Lisboa Hall irá ser palco de festas temáticas, abertas ao público, com a participação de artistas nacionais e internacionais", acrescenta o grupo SANA.

Relativamente ao antigo Piazza Di Mare, deu lugar ao SUD Lisboa Terrazza, pensado para "ser vivido de dia e à noite" e que funcionará das 08:00 às 02:00 como restaurante de luxo (com enfoque na cozinha italiana) e como bar, dispondo de um total de 240 lugares.

No topo deste edifício, haverá uma piscina panorâmica, indica a mesma nota.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon