Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

APAF exige aumentos para os árbitros "o quanto antes", Liga responde

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/09/2017 Hugo Monteiro

Luciano Gonçalves fala em "algum atrito" entre a arbitragem e a Liga, que garante estar a debater o tema com a APAF.

© Ivan Del Val/Global Imagens

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) pretende que a Liga aumente as remunerações dos árbitros, algo que já não acontece há oito anos, e reveja outros pontos que estão a promover "atrito" entre as duas partes.

Esta segunda-feira, Luciano Gonçalves falou à Renascença sobre o "desconforto" sentido pela arbitragem face à alegada inércia do organismo presidido por Pedro Proença e urgiu para a necessidade de uma tomada de posição para breve.

"A APAF e os árbitros estão insatisfeitos por alguns pontos de grande importância. Temos estado em conversas com a Liga mas não temos tido resultados nesses pontos, nomeadamente os prémios de jogo que não são aumentados há oito anos, as viagens para as ilhas juntamente com as equipas, a questão dos quilómetros que os árbitros fazem até chegar a casa, que pode ir até mais quatro horas de duração. A arbitragem queria que isso fosse revisto e não está a conseguir que isso se resolva. Isso vai promovendo algum atrito entre a arbitragem e a Liga", afirmou o presidente da APAF, enaltecendo, no entanto, a postura de Pedro Proença:

"O presidente da Liga tem-nos vindo a informar que assim que conseguisse ter as condições para o fazer, o faria. Mas, para nós, é importante que estas alterações sejam feitas o quanto antes. O que o presidente da Liga nos disse foi que o iria fazer assim que tivesse possibilidade mas que não iria ser, definitivamente, esta época", acrescentou, garantindo que o cenário de greve dos árbitros não está a ser equacionado, para já.

Fonte da Liga referiu a O JOGO que "o assunto tem sido debatido com a APAF". "Depois da reunião já houve outras. A Liga focou-se na recuperação financeira do organismo, não tendo reunido condições para responder às aspirações dos árbitros. Trata-se de algo debatido entre as partes. A Liga está a tentar reunir condições para responder o mais rapidamente possível às reivindicações dos árbitros", concluiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon