Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Aprovado concurso de 2,4 ME para beneficiação de parque empresarial de Viana

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/07/2017 Administrator

A maioria socialista na Câmara de Viana do Castelo e a vereadora da CDU aprovaram, hoje, com a oposição do PSD, a abertura do concurso público da beneficiação do parque empresarial de Lanheses, orçada em 2,4 milhões de euros.

Em declarações aos jornalistas no final da reunião camarária, o presidente da Câmara, José Maria Costa, explicou que o projeto, também hoje aprovado, prevê a construção de um arruamento, a instalação de infraestruturas de apoio, bem como a criação de zonas de estacionamento e de espaços verdes".

Segundo o autarca socialista, aquele investimento vai ser financiado por fundos comunitários do programa Norte 2020.

Constituído em 2001, aquele parque, com 35 hectares, tem em laboração nove unidades fabris e três empresas em fase de instalação.

Acolhe, para além do 'cluster' das energias renováveis da Enercon, empresas dos mais diversos setores de atividade, desde o automóvel, distribuição e transformação alimentar, metalomecânica ou transformação de vidro.

Emprega atualmente cerca de 1.900 trabalhadores nas várias unidades, mas os investimentos em curso perspetivam a criação de mais 1.000 empregos.

José Maria Costa adiantou que são "empresas exportadoras oriundas da Alemanha, França, Estados Unidos da América (EUA), Espanha e Portugal, de várias áreas de atividade, nomeadamente, do setor automóvel e das energias renováveis, já que estão lá instaladas as principais infraestruturas do 'cluster' eólico da Enercon".

Situado junto da A27 e do nó com a A3, o parque empresarial de Lanheses está ainda próximo do porto de mar de Viana do Castelo.

No concelho, existem ainda a Zona Industrial de Neiva e o Parque Empresarial da Praia Norte.

Em 2015, a maioria socialista na Câmara de Viana do Castelo aprovou a saída do município da sociedade GestinViana - Parques Empresariais de Viana do Castelo, devido à "situação financeira crítica" da ParqueInveste, que detinha 80% do capital.

O capital social restante era detido pela câmara (15%) e pela Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC).

Na altura, a autarquia decidiu ainda adquirir os ativos daquela empresa por cerca de 1,2 milhões de euros para, após a dissolução da ParqueInvest, assumir a gestão do parque empresarial de Lanheses.

O projeto do parque empresarial de Lanheses foi lançado em 2000 numa parceria entre a Associação Empresarial de Portugal (AEP), a câmara e a AEVC.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon