Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

AR/Censura: Montenegro diz que Governo e primeiro-ministro "merecem censura"

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/10/2017 Administrator

O anterior líder parlamentar do PSD afirmou hoje que o Governo "merece censura" pelo "falhanço" na resposta aos incêndios, e recordou que António Costa, enquanto líder parlamentar na oposição, considerava a moção de confiança uma forma de clarificação.

Luís Montenegro fez a intervenção final da bancada social-democrata no debate da moção de censura apresentada pelo CDS-PP ao Governo e justificou o apoio do PSD a esta iniciativa.

"A questão que esta moção coloca é simples: a ação, omissão, confusão que o Governo teve ao enfrentar os fogos florestais merece ou não uma censura política do parlamento? Merece sim senhor", afirmou.

O anterior líder parlamentar do PSD criticou o primeiro-ministro por, na madrugada de 15 para 16 de outubro, aparecer ao país "não como um político hábil e experiente mas como um tecnocrata de mediana categoria", insistindo na concretização da reforma da floresta.

"Um primeiro-ministro que chefia assim o Governo e que trata o seu povo com tamanha insensibilidade é um primeiro-ministro de um governo que merece censura do parlamento", criticou.

Luís Montenegro recuperou no debate uma intervenção de António Costa quando este era líder parlamentar do PS, então na oposição, e o Governo PSD/CDS-PP liderado por Durão Barroso apresentou uma moção de confiança, dizendo que nessa altura o atual primeiro-ministro considerou essa "clarificação muito positiva".

"A palavra dada mais uma vez não foi honrada", acusou, referindo-se à recusa do Governo em apresentar uma moção de confiança no parlamento, em resposta ao desafio lançado pelo PSD.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon