Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Arquidiocese de Braga satisfeita com solução para antigo cinema São Geraldo

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/07/2017 Administrator

A Arquidiocese de Braga, proprietária do antigo cinema São Geraldo, considera que a solução encontrada para o edifício cumpre o objetivo de "requalificar, respeitar a memória" e "restituir à cidade" um espaço "para o século XXI".

Num comunicado, com data de hoje, publicado na sua página da Internet, a Arquidiocese dirigida por Jorge Ortiga, explica que a decisão de arrendar à Câmara Municipal de Braga o edifício do São Geraldo para a instalação de um Media Arts Centre, deixando assim de lado o projeto já apresentado em parceria com um promotor privado que previa converter o espaço em galerias comerciais e habitacionais, "preserva" os interesses da Igreja, "da cultura da cidade" e do parceiro privado, "cujo projeto poderá ser reorientado para outro local no centro da cidade".

Segundo o texto, a Arquidiocese de Braga tem um "objetivo claro" no que concerne ao seu património: "Ele está ao serviço da evangelização".

"Neste sentido, procuramos recuperá-lo dignamente, devolvê-lo à fruição dos cidadãos e usufruir dos legítimos rendimentos para prosseguir a nossa missão. De modo particular, recordamos a opção preferencial da Igreja pelos mais pobres e marginalizados da sociedade", lê-se.

Pelo que explica a arquidiocese, a parceria com o promotor privado era do seu "agrado" e "correspondia à missão" anunciada mas, aponta o texto, "uma permanente abertura ao diálogo e à mudança" fazem parte da "identidade permanente" da igreja, pelo que "perante um projeto sólido e viável do Município de Braga, a Arquidiocese de Braga reconheceu a validade dos argumentos e quer ser parceira no novo futuro do S. Geraldo".

A arquidiocese lamenta ainda o "tempo perdido em burocracias e contratempos inoportunos e desnecessários" e manifesta alegria pela "certeza de que o atual projeto se encontra em sintonia", com o "objetivo de sempre de requalificar, de respeitar a memória e a história e de restituir à cidade um S. Geraldo para o século XXI".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon