Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Artista brasileira Mana Bernardes apresenta performance "Translúcida" em Lisboa este mês

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/07/2017 Administrator

A artista brasileira Mana Bernardes apresenta este mês, no Palácio Calheta, em Lisboa, a performance "Translúcida", no âmbito da programação "MUDE Fora de Portas" do Museu do Design e da Moda (MUDE), foi hoje anunciado.

De acordo com o MUDE, num comunicado hoje divulgado, a artista e designer brasileira estará em Lisboa "para desenvolver uma instalação específica para a exposição 'Tanto Mar. Fluxos transatlânticos pelo design', que é inaugurada a 27 de janeiro, no Palácio Calheta, no âmbito da programação 'Mude Fora de Portas'". A apresentação da performance "Translúdica" está marcada para 27 de julho, às 19:00.

Mana Bernardes (1981) é "poeta, designer, artista plástica e atua em projetos de desenvolvimento humano".

O Palácio Calheta, que faz parte do antigo Instituto de Investigação Científica Tropical, desde 01 de agosto de 2015 integrado na Universidade de Lisboa, é a 'casa temporária' do MUDE desde abril deste ano.

O MUDE encerrou em maio do ano passado para obras de requalificação integral do edifício de oito pisos, na rua Augusta, em Lisboa, mas continuou a atividade numa programação de exposições, dentro e fora da capital. As instalações próprias do museu reabrem em meados de 2018.

Entre abril e 02 de julho, esteve patente no Palácio Calheta a exposição "Novo Mundo -- Visões através da Bienal Iberoamericana de Diseño. 2008-2016".

Até ao final o ano, o Palácio irá acolher também a exposição "Como se pronuncia Design em português: Brasil Hoje" (de 23 de setembro a 31 de dezembro) e, no início do próximo ano, "Tanto Mar. Fluxos transatlânticos pelo design" (de 27 de janeiro a 20 de maio).

Estas exposições fazem parte da programação de Lisboa, Capital Ibero-Americana da Cultura 2017.

Inaugurado em 2009, com base na Coleção Francisco Capelo, o MUDE recebeu, até à data de encerramento, mais de 1.920.500 visitantes, apresentou 58 exposições, 177 eventos e 39 edições relacionadas com o seu acervo de moda e design.

O acervo do MUDE ganhou, nestes sete anos de existência, mais de 800 novas peças para incorporação, sobretudo doações na área do design e da moda de criadores portugueses.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon