Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Artistas de grafíti vão pintar o "reino maravilhoso" em Vila Real

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/08/2017 Administrator

Artistas de grafíti vão pintar sete murais e um autocarro durante a segunda edição do Pitoresco -- Festival de Street Art, em Vila Real, que vai ter como mote "o reino maravilhoso" de Miguel Torga.

O Pitoresco realiza-se entre quinta-feira e o dia 06 de setembro e é organizado pela associação Instantes Mutantes e a Câmara de Vila Real.

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, disse hoje, em conferência de imprensa, que o festival cresce nesta edição, com uma programação mais vasta e mais murais a pintar, designadamente sete e mais um móvel, num autocarro da rede de transportes públicos.

Em 2016, foram pintados seis murais.

O autarca frisou que o objetivo da iniciativa é "desenvolver uma galeria a céu aberto em Vila Real" e aumentar a "oferta cultural e turística" neste território.

O mote desta edição é "o reino maravilhoso", uma designação lançada pelo escritor transmontano Miguel Torga.

Nesse sentido, a organização desafiou os 'grafiters' a inspirarem-se neste território e nos seus temas mais naturalistas para criarem e pintarem paredes de prédios, muros de viadutos, caixas da EDP e até um autocarro, que irá, depois, circular pela cidade.

Durante cerca de uma semana, artistas como Mar, Mots, Kruella, Oker, Smile, Draw e Contra vão espalhar-se pela cidade, subir a andaimes e pintar os murais, deixando uma marca permanente desta arte urbana na cidade transmontana.

Os 'grafiters' nacionais foram desafiados a interpretar temas ligados à região como o guardião do Alvão, o latoeiro, as corridas de motos, o guarda-rios, o espírito transmontano ou a borboleta azul.

Eduardo Porto, da associação Instantes Mutantes, disse que se pretende criar um roteiro de arte urbana em Vila Real, que possa atrair mais visitantes à cidade.

A vereadora do pelouro da cultura, Eugénia Almeida, referiu que esta edição representa a "consolidação" do Pitoresco.

O festival inclui ainda a realização de um leilão solidário, em que vão ser leiloadas peças de olaria de Bisalhães pintadas pelos artistas e cujas receitas reverterão a favor de uma instituição de solidariedade social.

Há ainda a iniciativa "Muros efémeros", um mural onde os artistas da cidade poderão, sempre que quiserem, treinar e evoluir na arte do grafíti.

Nesta edição, realiza-se ainda o Pitoresco Spot, que inclui uma oficina para pequenos artistas, onde se pode ainda fazer o batismo de grafíti ou pintar o púcaro, uma peça de olaria de Bisalhães.

O programa integra ainda quatro oficinas gratuitas, uma feira de artesanato, exposições e o VI Festival de Estátuas Vivas.

Por sua vez, Daniel Souto, também da Instantes Mutantes, referiu que os alunos das escolas vão ajudar a personalizar as montras das lojas do centro histórico da cidade.

O Pitoresco associou-se ainda ao ciclo de artes Arruada, fazendo coincidir o espetáculo final deste ciclo com o final do festival, a 06 de setembro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon