Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Artistas e cientistas internacionais debatem urbanismo com jovens de Viseu

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/09/2017 Administrator

Uma dezena de artistas e cientistas de várias nacionalidades começaram hoje a discutir o tema do urbanismo, em Viseu, numa iniciativa que visa "abrir os olhos" aos jovens que estão a começar a definir percursos académicos, revelou a organização.

"O objetivo principal deste evento é abrir os olhos aos jovens entre os 12 e os 17 anos, que têm de definir os seus percursos académicos. Ao mesmo tempo, queremos mostrar que estas duas áreas, as artes e as ciências, não têm necessariamente de ser separadas", sintetizou Marta Figueiredo, presidente da Science Xplore.

A cidade de Viseu acolhe, até sábado, a 3.ªedição do ART LAB, promovida pela associação internacional Science Xplore, com o apoio da Câmara de Viseu, Junta de Freguesia de Viseu, Escola Secundária Alves Martins e algumas empresas locais.

Em declarações à agência Lusa, Marta Figueiredo explicou que este projeto educativo conta com a inscrição de 24 alunos, que ao longo de uma semana vão pensar o urbanismo com a ajuda de uma dezena de cientistas investigadores, de várias áreas do saber.

"A ideia é pensar no urbanismo, tendo a cidade de Viseu como base e projetando-a para o futuro. Ao longo destes dias, os alunos acabam por partilhar a experiência de falar em inglês como se estivessem fora, embora sem sair de Viseu", referiu.

A iniciativa decorre nas instalações da escola Secundária Alves Martins e visa "um envolvimento sério dos participantes", mas "convoca também os cidadãos para se empenharem na construção da sua cidade, discutindo ideias e propondo orientações para melhorar os níveis de habitabilidade, para discutir a mobilidade urbana ou para criar pontos de atratividade".

Os participantes terão a oportunidade de fazer experiências na área da ecologia, com a colaboração da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu, aprendendo a reutilizar os lixos florestais para produção de energia; mas também na área dos materiais, com experiências para a testar a resistência dos mesmos, ou na área da arquitetura, para criar uma maquete da cidade do futuro.

Na componente da arte, cientistas e artistas da Alemanha, Suíça, Irão, Estados Unidos e Brasil, vão ser fonte de inspiração para desenvolver projetos artísticos inovadores.

Com o apoio dos artistas convidados, os estudantes terão oportunidade de trabalhar no projeto de 'Upcicling', que se centra na reutilização de materiais como a lona, a borracha e os plásticos; enquanto no projeto 'Arte Urbana' irão fazer um "graffiti", numa parede sugerida pelo Município de Viseu. Já no projeto de 'Sonografia', os alunos são desafiados a recolher os diversos sons que percorrem a cidade.

Em paralelo com as atividades práticas, estão previstas pequenas palestras moderadas pelos cientistas e artistas convidados, em áreas como a sustentabilidade, 'smart cities', conservação do património e arte urbana.

No sábado, dia de encerramento, terá lugar uma conferência sobre o Urbanismo, a cargo do chefe de Departamento do Urbanismo da Câmara de Viseu, Pais de Sousa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon