Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

As frases que custaram o castigo a Bruno de Carvalho

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/03/2017 Alcides Freire

Em causa uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi suspenso pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de futebol por 113 dias, enquanto o diretor-geral, Octávio Machado, foi punido com 75.

Em causa uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015 e que o CD agora decidiu, por unanimidade, considerando que Bruno de Carvalho cometeu três infrações de lesão de honra e reputação, enquanto Octávio Machado o fez em duas ocasiões, em declarações publicadas em vários órgãos de comunicações e em redes sociais.

Paralelamente, o presidente leonino foi condenado a pagar 2869 euros de multa, enquanto o diretor-geral desembolsará 1913 euros.

. © MANUEL DE ALMEIDA .

O acórdão refere que Bruno de Carvalho e Octávio Machado afirmaram ou insinuam que o então presidente conselho de arbitragem incorreu intencionalmente em ação parcial de favorecimento de um clube em detrimento de outro.

Algumas das frases usadas por Bruno de Carvalho

"Os jogos não se jogam dentro das quatro linhas"

"Gosto pouco de estar a brincar ao futebol. Vítor Pereira já ultrapassou todos os limites do ridículo"

"Inacreditável... A pressão aos árbitros já mete nojo! Querem provocar o pânico aos árbitros nos jogos que arbitram do Sporting e ainda passar a mensagem que os jogadores do Sporting têm de estar a ser sempre punidos. Vitor Pereira já não perdeu só o bom senso a nomear, já perdeu toda a noção do ridículo!"

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon