Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Até o presidente destituído do governo catalão festejou

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/10/2017 Alcides Freire

O encontro entre o Girona e o Real Madrid causou muita expectativa, com os madrilenos a optarem por não viajar num autocarro caracterizado para a Catalunha, de modo a evitar potenciais percalços.

O presidente destituído do governo regional, Carles Puigdemont, felicitou hoje a equipa catalã Girona pela vitória frente ao Real Madrid (2-1), em jogo da liga espanhola. Puigdemont, recorde-se, foi em tempos autarca na cidade.

"Grande Girona, que ganhou 2-1 ao Real Madrid em Montilivi e no dia de São Narciso [padroeiro da cidade]", escreveu Puigdemont na sua conta oficial do Twitter.

Soccer Football - Liga Santander - Girona vs Real Madrid - Estadi Montilivi Girona Spain - October 29 2017 Real Madridâ?s Cristiano Ronaldo looks dejected after Girona scored REUTERS/Albert Gea TPX IMAGES OF THE DAY © Fornecido por O jogo Soccer Football - Liga Santander - Girona vs Real Madrid - Estadi Montilivi Girona Spain - October 29 2017 Real Madridâ?s Cristiano Ronaldo looks dejected after Girona scored REUTERS/Albert Gea TPX IMAGES OF THE DAY

A vitória do clube catalão, que cumpre a sua primeira época na primeira divisão espanhola, aconteceu dois dias depois de o parlamento regional da Catalunha ter aprovado a independência da região.

O encontro entre o Girona e o Real Madrid causou muita expectativa, com os madrilenos a optarem por não viajar num autocarro caracterizado para a Catalunha, de modo a evitar potenciais percalços.

O parlamento regional da Catalunha aprovou na sexta-feira a independência da região, numa votação sem a presença da oposição, que abandonou a assembleia regional e deixou bandeiras espanholas nos lugares que ocupavam.

Ao mesmo tempo, em Madrid, o Senado espanhol deu autorização ao Governo para aplicar o artigo 155º. da Constituição para restituir a legalidade na região autónoma.

O executivo de Mariano Rajoy, do Partido Popular (direita), apoiado pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, anunciou ao fim do dia a dissolução do parlamento regional, a realização de eleições em 21 de dezembro próximo e a destituição de todo o Governo catalão, entre outras medidas.

Em resposta, no sábado, o presidente do governo regional destituído, Carles Puigdemont, disse não aceitar o seu afastamento e pediu aos catalães para fazerem uma "oposição democrática", numa declaração oficial gravada previamente e transmitida em direto pelas televisões.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon