Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Atlético Madrid apresentou hoje argumentos no Tribunal Arbitral do Desporto

Logótipo de LusaLusa 24/04/2017 Rita Moura

Lausana, Suíça, 24 abr (Lusa) – O Atlético Madrid, proibido pela FIFA de contratar futebolistas até janeiro de 2018, devido a irregularidades em transferências com jogadores menores de idade, expôs hoje a sua argumentação no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

“Os seus advogados estiveram presentes e nenhuma decisão será tomada hoje”, disse à agência AFP o secretário-geral do TAS, Mathieu Reeb, sem revelar qual a data prevista para a decisão.

O Atlético Madrid, tal como o Real Madrid, foi proibido de contratar jogadores, e em setembro do último ano, já em fase de recurso, o comité de apelo chumbou a revisão da pena imposta pelo comité disciplinar da FIFA.

O comité de apelo da FIFA aplicou então aos clubes de Madrid a mesma sanção que a UEFA já havia aplicado ao Barcelona em 2015.

Em todo o caso, os dois finalistas da última edição da ‘Champions’ e semifinalistas que se defrontam este ano, estão em situação diferente, depois de o Tribunal Arbitral do Desporto ter reduzido a sanção ao Real Madrid, permitindo que os ‘merengues’ contratem já no ‘mercado’ de verão.

STEFFEN SCHMIDT/KEYSTONE © EPA / STEFFEN SCHMIDT STEFFEN SCHMIDT/KEYSTONE

O Atlético Madrid, que hoje apresentou argumentos na sede do TAS, em Lausana, espera uma decisão antes de junho de 2017, o que os deixaria também ‘ativos’ no período de transferência de início de época.

RPM // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon