Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Ação social é a prioridade do novo autarca socialista de Moura

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/10/2017 Administrator

O presidente eleito da Câmara de Moura, Álvaro Azedo, que reconquistou para o PS este município alentejano liderado pela CDU, definiu hoje a ação social como prioridade e prometeu comparticipar medicamentos a idosos e apoios à natalidade.

"Uma prioridade vai ser a ação social", área em que "a Câmara de Moura tem estado adormecida nos últimos anos", disse Álvaro Azedo, que, nas autárquicas de domingo, reconquistou o município, acabando com um domínio comunista de 20 anos.

Na área da ação social, assegurou, o próximo executivo municipal de maioria socialista vai implementar, "já no primeiro ano de mandato, um conjunto de medidas importantes", como comparticipação financeira de medicamentos a idosos carenciados e apoios à natalidade destinados a casais do concelho.

Segundo os resultados oficiais das eleições de domingo, disponibilizados pelo Ministério da Administração Interna, Álvaro Azedo obteve 48,34% dos votos e conquistou, com quatro mandatos e maioria absoluta, o município de Moura, que o PS tinha perdido para a CDU em 1997.

A vitória socialista, "acima de tudo, foi uma demonstração por parte da população de que não se revia na atual liderança [CDU] do município e queria realmente uma mudança", disse Álvaro Azedo, que é presidente da União de Freguesias de Moura e Santo Amador desde 2013.

A CDU obteve 39,33% dos votos e três mandatos, perdeu a autarquia e passou a segunda força política, seguindo-se o PSD com 7,95% e o CDS-PP com 1,2%.

No distrito de Beja, o PS, além de Moura, "roubou" à CDU os municípios de Barrancos, Beja e Castro Verde e manteve os de Almodôvar, Aljustrel, Ferreira do Alentejo, Mértola, Ourique e Odemira.

O PS conseguiu dez dos 14 municípios e recuperou o título de força política maioritária no distrito de Beja.

A CDU, coligação que junta o PCP e o Partido Ecologista "Os Verdes", perdeu metade dos oito municípios que liderava e manteve apenas quatro: Alvito, Cuba, Vidigueira e Serpa, o único ´bastião` comunista do distrito.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon