Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: BE quer devolver cidade de Vila Real às pessoas

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/09/2017 Administrator

O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara de Vila Real quer devolver a cidade às pessoas e defendeu uma estratégia que combata os problemas urbanísticos e não agrave os constrangimentos já sentidos no trânsito e no estacionamento. Mário Gonçalves, um independente que encabeça a lista do BE à autarquia transmontana, passou esta manhã pelo mercado municipal no primeiro dia da campanha eleitoral. À Lusa, o candidato descreveu um mercado com poucos ...

O candidato do Bloco de Esquerda à Câmara de Vila Real quer devolver a cidade às pessoas e defendeu uma estratégia que combata os problemas urbanísticos e não agrave os constrangimentos já sentidos no trânsito e no estacionamento.

Mário Gonçalves, um independente que encabeça a lista do BE à autarquia transmontana, passou esta manhã pelo mercado municipal no primeiro dia da campanha eleitoral.

À Lusa, o candidato descreveu um mercado com poucos comerciantes e clientes, com bancadas vazias, onde é notória a falta de condições, com tetos falsos danificados há muito tempo e onde o problema do estacionamento é um desincentivo para quem ali quer ir às compras.

O candidato assumiu como uma das prioridades da sua candidatura a zona central da cidade, atualmente muito despovoada e onde muitas lojas fecharam nos últimos anos.

Mário Gonçalves quer "devolver a cidade às pessoas" e, para o efeito, disse que o BE tem "propostas de reabilitação urbana" que atraiam mais gente, principalmente mais jovens, através, por exemplo, da implementação de "rendas assistidas".

Criticou ainda a "falta de visão e de planeamento" do atual executivo do PS, liderado por Rui Santos, por não apresentar respostas aos "problemas urbanísticos da cidade" e "ainda os agravar mais".

"Implantam-se e bem serviços como a loja do cidadão e o hospital, esperemos que isso contribua para a revitalização do centro histórico, mas temos que preparar todas estas questões e responder a montante. Espera-se uma grande afluência de pessoas e que resposta foi preparada?", questionou.

Uma resposta, acrescentou, a "nível dos lugares de estacionamento" e do "óbvio afluxo de cidadãos e viaturas que estas estruturas vão originar".

Mário Gonçalves, que se desloca numa cadeira de rodas elétrica, referiu que esta tem sido também uma campanha de obstáculos, que todos os dias tem que enfrentar ao andar pelo centro da cidade.

Por isso mesmo, reafirmou a proposta de desenvolver um plano de acessibilidades pedonal.

"A política é escolher e é uma questão de prioridades e as nossas prioridades vão nesse sentido e não se fala só das pessoas com mobilidade reduzida, fala-se também das pessoas idosas, de crianças, de carrinhos de bebé e de famílias. É a pensar em todos e numa cidade para todos", sublinhou.

Em Vila Real, as eleições de 01 de outubro vão ser disputadas entre o presidente da Câmara, Rui Santos (PS), António Carvalho (PSD), Joana Rapazote (CDS-PP), João Paulo Correia (CDU) e Mário Gonçalves (BE).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon