Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas/Braga: Socialista Miguel Corais assume-se como a "surpresa fora da caixa"

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/09/2017 Administrator

O candidato do PS à Câmara de Braga assume-se como a "surpresa fora da caixa" e aponta como objetivo ganhar a autarquia à coligação Juntos por Braga (PSD/CDS-PP/PPM), embora reconheça que terá dificuldades em "dar-se a conhecer" à população.

Miguel Corais, 38 anos, licenciado em Gestão de Empresas, foi confirmado como cabeça de lista do PS à Câmara de Braga em março - um "momento inesperado", confessou, apesar de admitir que toda a vida se preparou para o "serviço da causa pública".

Militante com 'carreira' na Juventude Socialista, o agora candidato aponta como principais desafios a "dinamização económica, a fixação de população e um crescimento humanista", áreas em que considera que o atual executivo, liderado por Ricardo Rio, falhou.

"Eu sou, acima de tudo, um democrata e vou trazer para esta campanha valores como a democracia, a liberdade. Esta será uma campanha dinamizadora de pessoas, quero colocar Braga num patamar que Ricardo Rio não conseguiu", diz.

Miguel Corais considera que o 'fator surpresa' no anúncio do seu nome é positivo: "Eu apareço na política para voltar a acender a paixão do serviço público. Não acredito em derrotas anunciadas", afirma.

Com o objetivo de chegar à vitória, entende que vai ser a surpresa da noite eleitoral "como foi Rui Moreira no Porto em 2013".

"Só posso concorrer com o objetivo de ganhar. Ninguém que concorra por um partido como o PS pode concorrer com outro objetivo que não seja ganhar", insiste.

No entanto, o candidato assume que não será fácil: "A maior dificuldade será dar-me a conhecer. Mas vou conseguir isso através da mobilização de pessoas, vou juntar pessoas. Nenhum humano só faz um grande projeto".

Para Braga, Miguel Corais, que foi presidente do Parque de Exposições de Braga entre 2009 e 2013, apontou como "grandes desafios" o crescimento económico, a criação de emprego, a fixação de população e a "qualificação das pessoas".

"Não quero ainda lançar grandes ideias, mas avanço já que quero de Braga uma cidade mais humanista, inclusiva e que sou capaz de fazer mais do que Ricardo Rio fez. Não é possível passar quatro anos paralisado a usar como desculpa o que quem veio antes fez", explica.

Segundo o candidato do PS, "há muitas pessoas desiludidas com a mudança que houve em Braga", com a eleição de Rio e de uma maioria absoluta PSD/CDS-PP/PPM, depois de 37 anos de gestão socialista.

"Houve uma mudança em Braga, mas não a mudança que os bracarenses queriam. Por isso, o meu lema para este projeto é ser a mudança que os bracarenses querem ver em Braga", afirma.

O PS tem quatro vereadores na Câmara de Braga e a CDU um, enquanto a coligação de direita elegeu seis mandatos em 2013.

A 01 de outubro Miguel Corais concorre contra Ricardo Rio (PSD/CDS-PP/PPM), Paula Nogueira (BE), Carlos Almeida (CDU) e Armando Caldas (Nós, Cidadãos!).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon